Nova Perspectiva

6 de fevereiro de 2014

Não quero amor de cinema.

Imagem retirada do site weheartit
Meus avós estão casados à pouco mais de quarenta anos e são prova viva de que o amor sobrevive ao tempo e aos altos e baixos da vida, desde que eu sei o que é juntar os trapinhos com alguém tenho certeza de que só vou fazê-lo se houver a certeza de que meu casamento durará como o dos meus velhinhos dura. Minha avó é o homem da casa, a última palavra é dela, a cozinha também é dela, ela cuida dos médicos, das contas, dos remédios e de tudo que é necessário para manter a casa, a família e os dois em pé. Meu avô é incrível, vê tudo pelo lado positivo, não sai do sério (quase) nunca, ta sempre sorrindo, fazendo piadas, sendo feliz, ele é do tipo que se eu quiser assaltar um banco só vai me mandar levar um casaquinho, por causa do frio, e completar com um vai com Deus.

A história de amor deles não envolve nenhum vilão hollywoodiano tentando separá-los, ou uma ex namorada louca armando planos contra os dois, nem uma super produção e efeitos especiais, envolve amor. E só.

Eles se conheceram na adolescência em mil novecentos e bolinhas, ainda no colégio, começaram a namorar, depois noivaram, casaram, tiveram filhos, cachorro, netos, e uma vida igual metade dos outros casais da sua época. A diferença deles e dos que desistiram de andar de mãos dadas no meio do caminho foi exatamente o tempero que envolveu essa história: o amor.

Eles, agora, moram na praia e eu fui aproveitar essa vantagem pra passar as férias com eles, na sexta-feira antes de irmos embora fomos eu, eles, e a minha mãe jantar em uma churrascariabarrabarzinho de frente pro mar, um pouco depois que a gente chegou começou a tocar música ao vivo, pedimos a comida, as bebidas, e a noite foi passando, lá pela metade do jantar meu avô levantou e sem falar onde ia pediu uma música pra minha avó. Depois que ele voltou para mesa os cantores dedicaram a música seguinte para ela e começaram a tocar "sou eu assim sem você" do Claudinho e Bochecha, nem preciso dizer que foi um chororo só, né?!

A noite que já estava incrível ficou regada de suspiros longas e cheiro de amor. Depois que voltamos pra casa e eu deitei pra dormir, fiquei pensando, não quero um casamento que dure pra vida toda, quero é um amor que dure pra vida toda, um amor simples, que resista ao tempo, às tempestades, e aos buracos que a vida enfia no meio da gente. Quero alguém disposto a segurar minha mão, mesmo quando o mundo tiver desabando, quero um amor calmo, sereno, tranquilo, capaz de fazer surpresas mesmo depois de quarenta anos juntos. Quero um amor pra vida real, não pra diretor de filme ganhar dinheiro.

Quero um amor igual o dos avós.

25 comentários:

  1. Adorei o texto!
    O amor dos seus avós é o amor mais puro que existe, é uma pena que nos dias de hoje as coisas estejam tão mudadas em relação ao passado. Mas eu acredito que ainda exista pessoas que pensam assim, que queiram um amor pra vida toda, independente de dinheiro ou qualquer outra coisa, só amor ♥
    Seguindo :)
    Bjs!
    http://marcasindeleveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nossa que emocionante! Você tem razão, também quero um amor para a vida inteira, é só a a gente encontrar a pessoa certa, nossa alma gêmea!
    Parabéns pelo texto, você escreve muito!
    sopramenores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Meus avós estão casados há quase 55 anos, passaram por muitas coisas mas ainda se vê muito amor e carinho entre eles! Hoje em dia é muito difícil as pessoas persistirem e ficarem juntas né? O "amor" virou banal :/ Adorei o blog e o texto!
    beijos

    Blog Izabella Grimaldi
    Fan Page

    ResponderExcluir
  4. Eu não sei se quero um amor, não quero agora. Talvez daqui alguns anos.
    Mas quando querer vou querer um amor real, não de cinema, televisão.
    Tão amor esse texto Gabi.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Acho digno o amor por causa dessas histórias que são eternas. Eu vi meus avós (que, infelizmente, ficaram juntos até que a morte os separasse) e vejo minha mãe e meu pai, vejo meus sogros... todos juntos e unidos e superando. Porque amor também é isso né? Superar. Minha mãe diz que o segredo do bom casamento é saber CONSERTAR o que quebra, e não simplesmente jogar fora.

    Taí. Quando eu encontrei o meu amor-da-vida-toda, marquei logo casamento hahaha

    Beijo Gábs, linda linda linda história ♥

    ResponderExcluir
  6. Que bonito! Vivo procurando casais assim, que tenham uma história de amor comum e bonita. Que tenham conseguido amar pra sempre. Meus avós continuam casados, mas tá longe de ser assim. É lindo saber que existe. Parabéns por ter eles como inspiração.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Ai que fofura! Meus olhos se encheram de lágrima na hora que você contou que ele levantou para dedicar uma música ela e foi logo aquela música, sabe? Aquela música que não tem um som melancólico e sim umas batidas e uma letra linda. Meus avôs por parte de pai estão juntos até hoje e moram aqui na casa embaixo da minha, eu e minha irmã temos uma apreensão incrível com eles e eles tem um carinho incrível com a gente, vivem discutindo mas ao mesmo tempo vivem se ajudando. A minha vó é meio desbocada então as vezes fala coisas só por falar mesmo, mas a gente sabe que no fundo ela passou bons momentos com ele, e ele é meio caladão e na dele, mas também sabemos que ele guarda bons momentos dos dois juntos (tanto que ele gosta MUITO de contar sobre o passado e tudo), meu avô é muito pegado as coisas antigas e vive delas até hoje. Já meus avós maternos, iam a igreja juntos, eram bastaaante religiosos, iam a missas e reuniões da igreja, meu avô mesmo ajudou a construir a igreja lá do bairro onde eles moravam, mas em 2009 ele faleceu, e em 2012 a minha vózinha faleceu também, mas os dois eram super unidos e criaram super bem seus 10 filhos (contando com a minha mãe), e eu tenho uma família enorme graças a eles, e eu adoro isso. Nossa, eu escrevi um segundo post aqui nos comentários. Desculpa D:

    Bitocas!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu sempre procurei por um amor assim, sei lá. Vejo meus pais e pego-me pensando quando vai chegar a minha hora.
    Hoje em dia é tudo tão difícil, como se o amor não fosse mais suficiente pra juntar duas pessoas.
    Eu não sei direito onde o significado verdadeiro foi parar. Mas sei a sua importância e o quão grande e magnifico és. Por isso procuro algo assim (mesmo que eu já tenha me cansado e deixado de lado essa minha busca haha). Anseio por isso.
    Belo texto, to curtindo sua página. Gostei dos teus textos.

    www.teusrastros.com

    ResponderExcluir
  9. Meu pai me mostrou há alguns dias uma cartinha que minha mãe deu para ele há quase 19 anos, quando ele estava grávida de mim. Ele ainda carrega a carta com ele para todos os lugares e cuida dela como se fosse o maior tesouro do mundo. Minha mãe acha graça desse apego todo, mas para mim isso só tem uma outra explicação: é amor! E é esse amo que eu quero encontrar pra mim.

    santaironia.com

    ResponderExcluir
  10. Adorei a história que você compartilhou, também uso meus avós como exemplo de amor. Meu avô sofreu um AVC e ficou 6 anos acamado, e em todos os momentos minha avó cuidou dele. Quando ele estava bom de saúde, ele sempre beijava e abraçava ela, sempre cuidou dela.
    Acredita que eles começaram a sair, só porque meu avô pediu pra prima dele ir falar com a minha avó? Ele era super tímido.
    Quando eu encontrei o amor da minha vida, depois de um ano juntos, eu disse pra ele "eu não quero que a nossa magia acabe, eu não quero que o eu te amo perca o significado, fique sem graça e vire rotina". Eu acredito que somos nós que fazemos nosso caminho, assim como nossos relacionamentos, não podemos nos permitir acomodar, porque se for assim, nada dura mesmo.
    Enfim, amei a história dos seus avós, espero que você encontre o seu amor, e tudo aquilo que você procura!

    Parabéns pelo blog, amei ele e já estou te seguindo <3
    Beijos,
    Percepções Blog

    ResponderExcluir
  11. Um amor repleto de encontros simples e momentos marcantes. Este é o melhor amor. Um que nunca será retratado em filme, porque é de uma existência indefinível.

    Lindo Gabi!

    ResponderExcluir
  12. Gabriela, te adicionei no twitter agorinha motivado pela inspiração que ler os teus textos. Fico imensamente feliz quando me deparo com tanta qualidade na internet. Grande abraço & take care! :)

    ResponderExcluir
  13. Que amor lindo! Acredito que eles encontraram em vida o verdadeiro presente divino: reciprocidade no amor. Linda postagem. Um ótimo fim de semana. Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Sua postagem foi pra lá de perfeita. Muitas pessoas sonham com o cara lindo, gostoso, galã de novela e deus do sexo, mas ninguém se importa com o amor verdadeiro, aquele que irá durar quando mais nada restar. O que você escreveu foi muito bonito e confesso que me deixou com os olhos cheios d'água. Um amor verdadeiro, que resista ao tempo, é o que eu também quero <3
    Melhor post que li nos últimos dias.
    Valeu a pena esperar

    ResponderExcluir
  15. Uau... Sério, não tenho nem o que comentar aqui. O texto ficou lindo, a história, o envolvimento do amor... Tudo. A sua escrita tornou o sentimento mais mágico do que ele já é e... uau! Beijos, Light As The Breeze

    ResponderExcluir
  16. que lindo esse texto Gabi *-*
    ha todos queremos um amor assim ne? ;x

    www.chadecalmila.com

    ResponderExcluir
  17. Uma idiea realmente bonita! Recentemente, num momento triste, ouvi de uma amiga que o amor não é simplesmente um sentimento, que o amor é mais que isso... É uma escolha. Um escolha porque não há meios de não se magoar com um relacionamento (e dói muito quando a pedra vem de alguém que gostamos assim), de não se decepcionar... Mas o amor significa continuar optando por não escolher as bifurcações da estrada, continuar acreditando que a mudaça é possivel quando os dois querem e, com certeza, que os momentos felizes serão bem mais numerosos que os tristes! Também me espelho em meus avós, em meus pais... É o que me faz ter esperanças (:
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  18. Coisa mais linda do mundo esse post! Acho que todo mundo sonha com um amor assim, né??? Que hollywood que nada, todos queremos o amor dos seus avós! : )

    ResponderExcluir
  19. Amei, achei muito lindo e concordo! Passa no meu blog pra conhecer tb, Se gostar e seguir me dando uma forcinha, sigo tb
    www.makeolatras.blogspot.com.br
    Bjsss =]

    ResponderExcluir
  20. Um amor que dure a vida inteira ao invés de um casamento que se mantém aos solavancos... Sim, isto é um grande sonho! E não um sonho um impossível - seus avós e tantos outros casais apaixonados que mantiveram a paixão através dos anos estão aí para comprovar!

    Beijos ♥ Jeito Único

    ResponderExcluir
  21. Que texto...
    Hoje estou um poço de emoção, e você me fez chorar.
    Sonho com um amor de verdade, e também não quero casar por casar e ir empurrando com a barriga o casamento, por obrigação. Um amor verdadeiro basta, e é tudo.
    Achei linda a atitude do seu avô, de pedir uma música para sia avó.
    Beijos, beijos!

    Dearitgirl.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Eu estou casada a pouco tempo, (quase 4 anos) e sei como é difícil o convívio diário, quase todos os dias tem que se abrir mão de alguma coisa pra não brigar sempre, mais fiquei imaginando será que eu chego lá?
    Estou seguindo, se quiser retribui!
    Beijos
    http://segredosdacahlima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Que lindo o seu texto! A convivência diária com outra pessoa é difícil, mas o amor faz com que as diferenças sejam superadas. Seus avós são um exemplo, eu sou noiva e espero que meu relacionamento dure tanto quanto o deles.
    Beijos
    http://bluebellbee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Ownnn *-* Que fofos! Meus avós também são casados a muuuito tempo, nunca vi eles brigarem ou coisa do tipo, eles tem um casamento bem estável, mas ao mesmo tempo, acho que falta um tanto de romantismo, não vejo mais eles andando de mãos dadas ou se beijando, mas isso vai de cada um né, tem casais de idosos que são da opinião de que depois de um tempo o que vale é amizade e companheirismo, concordo - afinal, isso também é importante, mas uma pitada de romance também não faria mal nenhum. Sou daquelas que fica com cara de boba olhando pros casais de velhinhos fofos na rua kk Me encantei muito com seu texto, parabéns pra eles por esse amor tão lindo!
    www.espacegirl.com

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.