Nova Perspectiva

4 de abril de 2013

Amanheceu amor.

Imagem retirada do site weheartit
O céu azul quase sem nuvem retrata claramente o momento pelo qual estou passando. Nos tempos de outrora a tempestade reinou destruindo todo e qualquer esforço que eu fizesse para me libertar de você, o laço bonito, que algum dia fomos, virou nó apertado, desses que esmagam sem pena a alma da gente. O relógio rodou da mesma maneira para nós dois desde o momento em que você foi embora, mas o tempo em si pareceu passar de maneira oposta.

Enquanto sua vida seguiu em passos ágeis a minha foi cambaleando pé após pé, como uma criança aprendendo a andar. O espaço vazio na cama, seu cd preferido, aquele moletom que você esqueceu no fundo do armário. Não houve sequer um dia em que uma lembrança esquecida, uma memória envelhecida, ou um cheiro casual não fizesse você reviver em mim. A saudades obscurece a vida, estive tomada pelo breu durante tempo suficiente para esquecer como é bom sentir o sol bater na cara.

Eu já não acreditava mais que pudesse existir um final nesse meu túnel, alguém devia ter esquecido de acender a luz. Então, em um dia qualquer, um estrondo espantoso derrubou os muros que me cercavam do mundo real. Abrir os olhos não foi tão fácil quanto parece. A luz incomodou minha vista, já tão acostumada com a escuridão, o cheiro de recomeço aguçou meu olfato, pude sentir o gosto da vida, o gosto de querer viver. Foi confuso de inicio, fiquei atordoada, perdida, mas encontrar um novo caminho fez com que meu corpo tirasse forças do solo para renascer.

O mesmo sol que está do lado de fora também habita a mim, estou tomada pela vontade de ser feliz, tive que levar muita pancada na cabeça para reconhecer no espelho quem realmente pode me fazer sorrir. Doeu muito durante todos esses anos até que eu descobri que não preciso das suas migalhas de amor, não preciso de quem se doa em partes e nem de ninguém me completando, agora eu sei que posso me bastar sozinha.

Lá fora amanheceu, e aqui dentro também.

12 comentários:

  1. Eu gosto muito dos seus textos!

    http://marymicucci.com

    ResponderExcluir
  2. Querida Gabi, como é bom ver você se recuperando! Estamos juntas, querida. Firmes! Passo a passo e um dia chegaremos lá.
    Sorrindo, com o coração pulando pela boca com uma paz interior tão grande que o amor que nos deixou não nos trará mágoa, nem raiva, apenas indiferença.

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Gabii, tô passando por momentos difíceis, e toda vez que vc posta algum texto seu vejo que só eu posso me fazer feliz, e que não preciso de ngm pra isso!
    Joana A.

    ResponderExcluir
  4. Se libertar de quem faz mal é um bem a si mesmo. Se demora ou não, é importante que o processo flua naturalmente para que não ocorra o risco das assombrações. Que bom que o dia amanheceu em você! Que ele reine ensolarado!

    =]

    ResponderExcluir
  5. Quando a gente percebe que temos o necessário para continuar nossa vida se transforma. Quando paramos para olhar para nós, após as quedas pelas quais o coração sofreu, nós descobrimos as rotas que mostram os encantos do nosso íntimo. Buscar a felicidade parece se tornar mais fácil. Aprendemos a continuar. Porque é isso que a vida exige.

    Belo texto Gabi!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Gabi, gabiroba! rs
    Que texto mais show!

    "não preciso de quem se doa em partes e nem de ninguém me completando, agora eu sei que posso me bastar sozinha."

    Eu aprendi isso com muito custo e muita dor no amor, e ate escrevi sobre na fan page do meu blog, mas ainda tô aprendendo com algumas amizades e é ferida aberta ainda. Mas sei que sou forte e que tudo depende de mim. Let it be!

    ResponderExcluir
  7. Essa sensação de recomeçar é boa demais

    ResponderExcluir
  8. Como é bom poder recomeçar.
    Deixar o passado e poder abraçar o presente, futuro.
    Gosto muito dos seus textos.
    Parabéns pelo blog.

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  9. que blog maravilhoso esse seu..nao da vontade de parar de ler...

    beijos flor..to te seguindo!!

    ResponderExcluir
  10. adorei o texto, simplesmente pelo fato de ter me identificado tanto *-* agradeço pela visita em meu blog s2 já sigo-te
    bom final de semana, beijinhos ;*

    ResponderExcluir
  11. Me identifiquei bastante, principalmente no último parágrafo. Difícil reconhecer quem realmente te faz feliz e o que realmente é felicidade. E não mendigar por migalhas de amor, viver na escuridão da saudade que é só sua. Se libertar é a parte mais difícil, e enxergar também. A partir do momento que enxerga parece que tudo melhora.
    Beijos

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.