Nova Perspectiva

14 de fevereiro de 2013

Não é que eu seja feminista.

via reprodução
Quem me estuprou foi o cara que disse que alguns estupradores merecem um abraço. Foi o comediante que fez graça com mulheres sendo assediadas no transporte público. Foi todo mundo que riu dessa piada. Foi todo mundo que defendeu o direito de fazer piadas sobre esse momento de puro horror. (leia esse texto completo.)

Sem ser hipócrita, porque está ai algo que eu realmente não sou, seja você homem ou mulher tenho certeza de que já julgou alguém pela roupa que ela estava usando, principalmente aquela menina de shorts curto e decote aparecendo, a tal da piriguete. Mas vem cá, quem disse que ela é piriguete? Quem foi que disse que ela não é uma daquelas mulheres que sonham em casar virgem? Quem disse que ela não é pra casar? Vá lá, eu também já pensei mal de algumas garotas por conta do comprimento de suas roupas, até conhecê-las bem e notar o quanto o pensamento machista dominante na sociedade já infectou até a mim mesma, como eu posso rotular alguém como se fosse um produto a mostra no supermercado? Como posso eu, uma pessoa tão moderna, julgar alguém por conta de seus trajes?
Acredito que não devo ser a única acostumada a ouvir o seguinte conselho: Não usar roupas insinuativas (shorts curto, saia curto, vestidinho, decote e até a pobre da regata) para sair de casa, e estou falando sair no sentido amplo da palavra e não só para ir à Igreja, por certo tempo eu realmente achei que fosse esse um conselho sábio, mas parei pra pensar e calma lá, quem disse que se eu usar uma roupa “insinuativa” é porque estou disposta a receber assédios sejam eles físicos ou não? Onde foi que tá escrito que quando a mulher está de vestidinho ela pode ser abusada sexualmente? "Também, você viu que tipo de roupa ela usa?" Então se você estiver com o decote um pouco maior que o normal um cara qualquer terá o direito de te pegar a força e fazer sexo com você contra a sua vontade simplesmente porque naquele dia tu acordou afim de usar uma blusa com o decote um pouco mais em V? Em que século parou a cabeça de vocês, meus queridos?
Eu sou dona de mim e tenho o direito de usar o que eu quero e você, meu caro amigo, tem o dever de me respeitar esteja eu de mini saia ou calça jeans. Decora uma coisa: O corpo é meu e ninguém além de mim tem direito nenhum sobre ele.

Se roupa definisse caráter político não usaria terno”



70 comentários:

  1. Bibi, é verdade. Mais uma vez, você sendo sensata e FODA, simplesmente. Até escrevendo num estilo fora do habitual você consegue transparecer energia e força nas palavras. Roupa não define caráter, precisamos todos aprender isso. Por trás da burca pode ter uma muçulmana safadinha, né? Hahahaha. Beijos.

    http://escritor-de-gaveta.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre bom receber elogio seu, né Neto?! hah
      Exatamente, se roupa definisse caráter estaríamos todos perdidos...

      Excluir
  2. Guria, é muito verdade esse texto. Roupa não define caráter, mas, infelizmente, todo nós julgamos pelas aparências. Acho que está na hora de revermos um pouco mais os conceitos, né? Um texto bom pra galera parar e pensar. Beijos, flor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, até eu já julguei alguém pelo que estava vestindo, mas isso é errado, cada um tem o direito de se vestir como gosta.

      Excluir
  3. Eu estou terminando de escrever um texto que toca exatamente nesse assunto, coincidência? Enfim, muito bom o seu texto, muito bom mesmo. Verdade, quem nunca falou de uma pessoa pelo tamanho da roupa que atire a primeira pedra... Mas tenho me regulado quanto a isso. Cada um é o que é, veste o que quer e é dona de si e de suas vontades e ninguém tem contas a ver com isso. Muito bom os dois textos. Parabéns por abordar o tema.

    www.eraoutravezamor.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coincidência! haha
      Quero lê-lo logo, heeein?!
      Obrigada May. Eu também tenho evitado rotular alguém pelo tamanho de seus trajes.

      Excluir
  4. "Eu sou dona de mim e tenho o direito de usar o que eu quero e você, meu caro amigo, tem o dever de me respeitar esteja eu de mini saia ou calça jeans."

    Muito bom esse texto, destaquei esse trecho pelo o que aconteceu comigo, não sei se você se lembra mas leu o texto sobre o meu abuso.
    No dia eu não fui dona de mim e o cara se achou no direito de fazer o que quisesse comigo.
    E sim, mesmo sem querer julgamos nem que seja uma vez na vida alguém pela roupa que esta vestindo.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembro sim e, pode-se dizer, que me inspirei um pouco no seu caso e no de tantas outras que já foi-me relatado.
      Esses homens devia pagar muito mais do que apenas sendo presos.

      Excluir
  5. Adorei o texto, é o tipo de texto que as pessoas têm que ler e parar pra pensar. O machismo está em toda parte. As pessoas, as mulheres devem ser elas mesma e o resto da sociedade que tem que mudar e rever os conceitos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Crescemos com um pensamento machista, tem uma frase que eu gosto muito: "Não devem ensinar as meninas como não serem estupradas, devíamos era ensinar aos homens a não estuprar."

      Excluir
    2. Adoro essa frase também, e as pessoas deviam começar a ouvir e refletir, invés de culparem as mulheres pelo jeito agir, se vestir e etc.

      Excluir
  6. Acho também muito errado esse papo de julgar as pessoas pela roupa, pela cor e etc. Mais ninguém aqui é hipócrita o bastante pra dizer que nunca fez ou faz isso. Mesmo porque as pessoas fazem isso até em pensamento, e verbalizar esse preconceito é só um detalhe, já que é na mente que esta o maior erro. Julgar todo mundo julga, e não é só em relação a cor, roupa, comportamento, atitudes e etc, as pessoas julgam o tempo todo, até quando não querem.

    E qualquer pessoa pode muito bem andar do jeito que quiser, com mimi shorts, mimi blusas, sem camisa, sem bermudas, tanto faz. Mais o que eu não entendo é que tipo de respeito e necessidade tem alguém que usa roupas tão curtas, não consigo entender, somente, embora aceite a maneira e costume de cada um...

    Boa noite, "_"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a visão do mundo é machista, não vemos problemas quando no calor um homem anda sem camisa, mas é um absurdo uma garota de blusinha curta. Tamanho da roupa não defini personalidade ou "facilidade"

      Excluir
  7. Verdade, também acho errado julgar as pessoas pela roupa, mas isso é bastante complicado. Fazemos isso sem nem perceber. Muito bom o seu texto.

    http://marymicucci.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, concordo, já está em nós rotularmos alguém pelo tamanho da sua saia, essa mudança de pensamento chega até a ser algo cultural.

      Excluir
  8. Oii ,, seu blog ee mt fofo , ee com otimo conteúdo ( retribuindo a visita )

    Beijos , Larissa

    mdelicada.blogspot

    ResponderExcluir
  9. As pessoas não tem mais no que reparar, do que reclamar, no que se apegar e acabam fazendo do comum, algo tão ridiculamente grotesco. Defendo o que gosto, o que acredito e que amo, mas para isso não preciso pisar e nem julgar ninguém. Quem me aceita do jeito que sou, me basta.

    Adorei o texto, lindo e uma realidade pura. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, diferenças existem e estão ai pra ser respeitadas.
      Obrigada.

      Excluir
  10. Adoro shortinho e regata. Há muito perdi o medo de usar decotes, mas isso não significa um convite para ninguém. Sou contra a mania que o povo tem de ensinar meninas a não incitarem um estupro. Pq não ensinam os meninos a respeitar e a não estuprar?

    Beijo,
    santaironia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. Roupa não é convite para nada, se fosse, toda mulher de saia longa e blusa com gola seria virgem.

      Excluir
  11. Ótimo texto flor, não podemos julgar pela roupa que a pessoa usa.
    http://perfeitateen.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu precisava falar isso: Seu blog é massa!! beijo!
    http://perfeitateen.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Voce têm toda a razão. Minha professora comentou exatamente isso ontem e fiquei incomodada, nunca tinha parado pra analisar dessa forma. A nossa sociedade é muito machista, as vezes sem nem mesmo perceber...

    Beijão :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Crescemos achando que quem não deve provocar é a mulher, quando na verdade é o homem que deve se colocar no seu devido lugar.

      Excluir
  14. concordo com tudo que você escreveu. eu também já me vi julgando as pessoas pela roupa que ela usa, e então quando enfim conheci a pessoa percebi que estava completamente errada. e então é ai que percebemos que não devemos julgar as pessoas pelas roupas que ela usa.
    adorei seu texto, você escreve muito bem. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vivendo e aprendendo, não é?! Obrigada de coração.

      Excluir
  15. Falou e disse, garota! Concordo contigo, roupa não define caráter. Realmente todo mundo (acho eu) já se pegou julgando alguém pela roupa, ainda mais pelo "comprimento" da roupa. Como você disse, é o tal do pensamento machista que já contagiou sociedade e meia. Hora de mudar. Enfim, só pra fechar o comentário, achei um arraso aquela frase do final do texto!

    Beijos ♥ Jeito Único

    ResponderExcluir
  16. Oi Gabi,
    Muitíssimo bom o texto do facebook, e o seu. Sem querer, acabamos julgando os outros pela aparência. Porque querendo ou não, a primeira impressão é a que fica (para aqueles que a gente não conhece, de fato). Ontem mesmo eu falava sobre isso com as minhas amigas!
    Mas acredito também que ninguém tenha o direito de desrespeitar ou definir caráter por uma simples peça, ou decote.
    Post muito bom e verdadeiro!!
    Beijo,
     Just Carol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Carol. Claro que uma roupinha curta acaba por chamar mais a atenção, mas isso não quer dizer que a mulher não preste.

      Excluir
  17. Uma peça de roupa... Ah,teve uma época em que eu tinha um pensamento retrógrado assim,sobre vestir roupa tal e etc. Mas,passou. E também acho bobagem. Sabe do que as pessoas precisam? Serem respeitadas. Cadê que mulher sai atrás de homem sem camisa e etc? - Só um exemplo.
    ~~ Emilie Escreve ~

    ResponderExcluir
  18. Adorei, principalmente o "se roupa definisse caráter, político não usava terno"...

    Penso como vc, nós devemos ter o direito de usar o que quiser sem ser violada, física ou verbalmente! Se um cara desses chega pra me pegar a força, sai sem o piru! Ah, se sai...

    Adorei aqui, muito lindo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Digo o mesmo, arranco na mão mesmo Ju! haha
      Obrigada, também gostei bastante do seu cantinho.

      Excluir
    2. Nhá, obg flor!!!

      Já tô seguindo aqui tb :D

      Excluir
  19. Eu também já tive um preconceito muito grande por questões de figurino. E roupa, de fato, não define estupro. Somos livres, os homens são livres e andam sem camisa por aí - não significa que as mulheres obrigarão eles a fazer sexo sem consentimento. Onde está o igual das coisas? O seu par? Ainda são questões prematuras, mas as respostas estão chegando.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que cheguem logo, a educação precisa mudar.

      Excluir
  20. Adorei, sabe eu já julguei muito a pessoa pela roupa até que fui julgada, e dai a roupa que tu usa ela não fala nada do que você é, talvez você a ganhou e usou pra agradar alguém, talvez você seja super romântica mais gosta de usar um short curto, isso não dá direito de ninguém te julgar e nada...
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. Eu acredito em amor verdadeiro, quero casar e ter 5 filhos, mas ainda assim adoro um shortinho curto.

      Excluir
  21. É triste ver que mesmo que teoricamente numa época mais esclarecedora do que antes, as mesmas convenções, preconceitos e imposições dos séculos passados ainda permanecem. E pior, muitas vezes oculto, mascarado pelo véu da hipocrisia. A verdade é que não há liberdade. A censura ainda impera e as imposições da sociedade ainda perduram com muito mais força. É tolo fazer julgamentos ou mesmo impor algo, como se existisse um jeito certo e outro errado. Cada um é cada um. Precisa haver respeito com o espaço do outro. Se cada um é feliz do jeito que é, para que julgar? Somos livres. Claro, desde que essa liberdade não afete o espaço do outro, já que também é necessário contrabalancear essa história de liberdade. Vivemos no mesmo mundo, no mesmo lugar. Livre sim, mas sem prejudicar o espaço do outro. O problema é que a maioria das pessoas se intrometem no espaço delas e querem julgar. Precisamos parar de ficar cutucando a vida dos outros e nos preocupar com a nossa.

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você completou perfeitamente, é exatamente isso que quero dizer. Cuide do seu quadrado e não ocupe o dos outros.
      Beijos.

      Excluir
  22. Fiquei chocada e assuma, sempre olhei pras pessoas e julguei pelas roupas que elas usam sério, tipo se eu vejo uma guria cm shorts curto ja vou comentar pra minha amiga "nossa nem quer se aparecer aquela ali" mas dps do seu texto pensei e se a guria sempre se achou feia sempre foi depressiva e resolveu um dia pro outro se asseitar como ela è, e pior e se ela ouve meu comentário e fica pior ainda, nao tenho o direito de julgar, isso seria o mesmo que "não fassa com os outros o que nao quer que faca com voce" mas digo uma coisa pra você OBRIGADA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo mundo julga, até o dia em que conhece alguém que julgava e descobre que pera ai, ela não é aquela vaca piriguete que eu imaginava!
      Magina.

      Excluir
  23. Essa é a mais pura verdade. Eu já me deixei levar por isso, rótulos e primeiras impressões, até conhecer minha amiga que antes eu pensava ser uma pririguete - e ela sabe disso >< - era uma romântica clássica. A partir dai eu abri meus olhos e vi que eu estava jugando pessoas sem saber quem elas realmente eram.
    ÓTIMO TEXTO FLOR! seguindo ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passei por situações assim. Eu jurava que uma grande amiga minha era uma piriguete rodada, e não é nem a pau.
      Obrigada.

      Excluir
  24. Excelente texto!!!
    Não é o estilo ou uma roupa que define o caráter de uma pessoa.
    Também não posso dizer que nunca julguei ninguém por isso pois eu estaria mentindo... Mas confesso que a maldade está nos olhos da sociedade, e infelizmente a ideologias e alienações influenciam demais o modo de pensar das pessoas...

    Beijos,
    Marcella
    Diário de Marcella

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ô, nem me diga! o pensamento machista que temos é completamente cultural. Não é da noite pro dia que isso vai mudar, mas não podemos desistir. Beijos.

      Excluir
  25. Olá, passeando pela blogosfera achei seu blog!
    Adorei ele e já virei seguidora!
    Te convido para conhecer o meu também: http://www.starfashionmakeup.com.br/
    Te espero lá!
    beijinhos :)

    ResponderExcluir
  26. tenho um novo cantinho, desta vez sobre moda. gostaria imenso que passasses por lá e deixasses a tua marca. se o puderes seguir e divulgar aos outros blogues, agradecia imenso. fica o link: http://xoxowithglamour.blogspot.pt/
    xoxo grande :)

    ResponderExcluir
  27. Roupa tem muito a dizer sobre nós, mas não diz o que de fato somos.

    Obrigada pela visita, moça. Senti muitas perspectivas aqui. Beijo

    ResponderExcluir
  28. Infelizmente, o mundo é machista. Infelizmente, muitas mulheres são machistas, acham que têm que ser submissas, que tem que aceitar, que o homem tem que comandar. Roupa curta não define nada, nem cor da pele, nem sexo, nem qualquer coisa dessas. É uma discussão bastante polêmica, sabe? Que acho que não vai chegar em nenhuma conclusão, mas acho importante você ter levantado essa discussão, afinal, mulher também merece respeito!
    Beijinhos

    Hipérboles
    @hiperbolismos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acho que tem que haver conclusão, acredito que deve haver mudança! E se cada um educar seu filho/a do modo certo, ensinando-os a respeitar o próximo independente de como ele seja, de como se vista, de como fale, de como respire.
      Enquanto os pais falaram pras suas filhas tomarem cuidado com as roupas que usem como se fossemos nós as culpadas pelo doente que usou (essa é a palavra certa pois naquela momento ela não deixou de ser um objeto de desejo) daquela menina de roupa curta sem seu consentimento realmente não chegaremos em conclusão nenhuma. Já falei acima, o machismo é cultural e não vai mudar da noite pro dia, mas se cada um fizer a sua parte essa história pode mudar.
      Obrigada. Beijos.

      Excluir
  29. Concordo com vc! Estupro acontece até com quem anda de burca. Não acho que punir as mulheres pelo modo com que se vestem, seja a resposta para a violência sexual, afinal combater um problema causando outro não tem efeito positivo algum. Parece apenas "hey, vamos apontar pra qualquer um e dizer que é o culpado". Admito que já olhei pra pessoas julgando mentalmente as escolhas, mas quem não faz isso, né? Só acho um horrível expôr opinião em forma de agressão ou preconceituosa.

    bjos :) e obrigada pela visita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, todo mundo já julgou alguém. Mas vá lá, quem no verão não gosta de usar uma roupinha mais curta?!
      "combater um problema causando outro não tem efeito positivo algum" é isso que eu quis dizer, é como tapar o sol com uma peneira.
      Obrigada eu. haha

      Excluir
  30. Hoje em dia é claro que eu não concordo com as roupas que certas pessoas usam. Não sei onde você mora, mais aqui na minha cidade eu já vi uma menina usando o que era pra ser uma camisola na rua. Já vi uma saindo na rua de um top q era do tamanho de um sutien e mini-saia. Mas mesmo não concordando, e sim, achando coisa de piriguete, isso não dá motivo pra ninguém cometer um crime. Simplesmente essas garotas ainda não se descobriram, um dia quando estiverem mais velhas (eu espero) que elas descubram que a roupa curta não te traz auto estima. E que pode te prejudicar.
    Eu já usei muito e ainda uso roupa curta. Só que por uma questão de moda mesmo, quando eu cubro em cima eu descubro embaixo. Ex: shortinho curto com batinha mais larga. Short mais largo com regata colada. Mesmo assim minhas perninhas estão de fora e um homem dizer que a mulher tem que ser estuprada por isso é nojento.
    A violencia sexual pra mim é a mais abominável. Sempre digo pros meus pais que acho que morreria se alguém tentasse fazer isso comigo, porque certeza que eu ia reagir. CERTEZA.
    A sociedade ainda é machista. Nós mulheres somos machistas, quando dizemos: "HOMEM TEM QUE PAGAR TUDO PRA GENTE". Ok, porque vc nao é mulher o suficiente pra pagar as coisas pra vc? o correto é: homens tem que ser cavalheiros, e só.
    Definitivamente temos muito muito o que aprender.

    ResponderExcluir
  31. Todos nós julgamos os outros sem os conhecer direito, porque é mais fácil e faz parte do ser hipócrita que somos... Beijos

    ResponderExcluir
  32. Assumo que também já julguei alguém pelo short curto ou a blusa que aparecia a barriga. Mas mesmo que a pessoa seja piriguete, ou seja santa, ou queria namorar ou não... enfim, qualquer coisa que a garota seja, não dá o direito de ninguém achar que pode abusá-la sexualmente, ou agarrá-la, por quaisquer que sejam os conceitos que a pessoa tenha.
    Ela pode ser qualquer coisa, mas nenhum homem tem o direito de fazer isso com ela. Nunca.
    E é isso que a sociedade precisa entender.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Ela pode ser qualquer coisa, mas nenhum homem tem o direito de fazer isso com ela." é exatamente isso Ana, temos que ser respeitadas independente de como nos vestimos.

      Excluir
  33. Só tenho uma coisa a dizer: super assino em baixo. Acho que vale cada um cuidar de si.

    Beijos

    ResponderExcluir
  34. Roupa não define caráter. Hoje em dia fica até o medo de vestir uma roupa um pouco mais ousada, pois as pessoas julgam tanto o exterior sem ao menos saber como é o interior de uma pessoa. Triste.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é viu! As vezes tiro uma foto e me da medo de colocar em qualquer rede social, vai que alguém acha que eu sou aquilo que não sou???
      Ainda não consegui :ccc vou tentar de novo! hahaha

      Excluir
  35. Ops, já ia me esquecendo. Conseguiu assistir Três é Demais? Consegui ontem! \o/ rs Bjs!

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.