Nova Perspectiva

27 de janeiro de 2013

A culpa é das estrelas

Via reprodução
Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

Via reprodução
Li inúmeras resenhas antes de realmente ler A culpa é das estrelas, fazia tempo que eu não lia nada e não podia ter feito uma escolha melhor. Acede é cheio de metáforas e lições que você precisa ter para valorizar o que já tem. Hazel e Augustus te farão suspirar, rir e chorar em um enredo romântico, porém real. Você vai encontrar um livro repleto de frases incríveis, vai se apaixonar e querer mais. A culpa é das estrelas se tornou o meu livro preferido junto com O pequeno príncipe, não só indico como aconselho a lerem esse livro com a certeza de que vão sentir um misto de sentimentos aflorar a cada linha lida. Eu devorei as 283 páginas e ainda estou as digerindo, Acede fica em você tempo suficiente para te fazer compreender toda filosofia que você não encontra em romances poéticos de amores melosos.

"Alguns infinitos são maiores que outros."

10 comentários:

  1. Sempre tive vontade de ler, agora mais ainda. Mas não conheço alguém que possa me emprestar *-*
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Já ouvi falar muito desse livro, mas nunca parei pra ver do que se tratava. Parece ser uma história bem bonita. Vou ler!!

    Bjão

    http://www.republicadegarotas.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi flor, gostei do seu blog to seguindo aqui, segue o meu?? bjs
    http://mahmaquiagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Gabriela, li esse livro mês passado e nossa, foi tudo isso e mais um pouco. Quando as páginas terminam e você consegue parar de chorar começa a compreensão de que devemos mesmo aceitar nossas escolhas, uma vez que somos nós quem a fazemos, são pura e exclusiva responsabilidade nossa! Ele entrou pra lista dos melhores, assim como o Pequeno Príncipe que também está na minha, grifei um monte de partes e fico feliz demais em saber que ele tem feito bem por onde vai, sempre.

    Abraço e parabéns pela leitura!

    ResponderExcluir
  5. Essa indicação me fez lembrar de um filme que assisti na semana passa. "Nos is good" é filme mto bom! Recomendo!

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Muito ineressante vou er esse livro e depois falo o qu achei, bela dica ;*

    ResponderExcluir
  7. Sempre ouço falar bem do livro! Quando tiver a oportunidade ler o farei com certeza :) O blog tá lindo de morrer! huah beijos

    ResponderExcluir
  8. Falou pouco mas falou bonito! x) Sou loouca pra ler esse livro, mas ainda não consegui comprá-lo :/
    Beijos.
    http://www.doceilusao.com/

    ResponderExcluir
  9. Já li esse livro, só que foi em PDF, mas mesmo assim eu me apaixonei assim que li o primeiro capitulo... Nunca tinha lido um livro tão rápido e tão devagar ao mesmo tempo. ~se é que me entende~ \o/ vou ganha-lo de natal, ebaaaa

    Adorei sua resenha amor ♥

    ResponderExcluir
  10. Nossa, que resenha ein. Você é ótima com palavras. Não li seus textos ainda, entrei no seu blog agora, mas essa resenha, as últimas coisas que você disse, poderiam aparecer no livro igual quando eles colocam lá as opiniões das revistas e jornais, rsrs adorei.
    Já li o livro, não consegui aproveitar muito a leitura por causa de algumas coisas aí... ;// Mas é lindo sim.

    http://o-doce-mundo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.