Nova Perspectiva

16 de setembro de 2012

Back to december

Via reprodução
São 17:17 e durante alguns segundos eu desejo que você também esteja pensando em mim, fecho os olhos e lembro de você segurando uma de minhas mãos, estou vestida com seu moletom azul marinho um pouco desbotado, naquele momento eu sabia que estava protegida, era um final de tarde no meio do verão e ventava um pouco, eu tinha os cabelos repartidos ao meio e um sorriso bobo de menina apaixonada, meu coração pulsava forte, a cada beijo seu o meu corpo estremecia.
Daqui alguns meses fará cinco anos que essa história teve seu primeiro capitulo e eu ainda anseio por outro verão como aquele, em que o mundo pareceu parar só para nos assistir, nenhuma outra vez que nossos caminhos se cruzaram foi tão bonita como aquela.
Muito tempo já passou, tornamo-nos seres irreconhecíveis, tu já não és mais aquele moleque de sorriso contagiante, que eu tanto endeusei em meados da minha pré adolescência, tornou-se um homem, não sei se tão admirável quanto aquele rapaz que despertou em mim o amor, mas um homem cheio de pose e compromissos, e eu não tenho mais a inocência daquela menina virando mulher, muito menos os sonhos que ela tinha, não tenho aquela necessidade toda de você, nem do seu abraço, nem do seu carinho, mas seria bom poder segurar sua mão em um fim de tarde igual naquele verão.
Agora são 17:48, e eu só queria que você também estivesse pensando em mim.

18 comentários:

  1. Confesso que esse texto me deixou meio deprê, hahaha. Mas é triste isso mesmo - relacionamentos e suas nuances. Um dia as coisas dão certo. O problema é quandp elas já deram e tudo o que resta são lembranças.

    Ah, tá lindo aqui com esse layout. Amei. ♥

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Temos que lembrar das coisas como doces, como lembranças boas. Nova perspectiva das coisas né? haha. Mas é uma coisa mesmo, relacionamentos e seus altos e baixos.

    Se puder, da uma passadinha lá no meu blog: http://mentesolvente.blogspot.com.br/
    tem feminice, tem texto, tem dicas, tem tudo que mulher/blogueira adora e um pouco mais!

    ResponderExcluir
  3. "...não tenho aquela necessidade toda de você, nem do seu abraço, nem do seu carinho, mas seria bom poder segurar sua mão em um fim de tarde igual naquele verão." me identifiquei.

    ResponderExcluir
  4. que belo texto.são poucos os textos que leio e me identifico tanto como este,você conseguiu transmitir um sentimento tão grande,de um amor tão doloroso.
    as vezes nos lamentamos por algo que não deu certo e esquecemos de olhar para frente e seguir nossas vidas,o ruim não é seguir sem ele e sim tentar recomeçar com a esperança de que ele vai voltar,que um dia ele vai dizer estar arrependido,quem sabe o encontrar naquela esquina ao caminho da padaria.é- é bem complicado seguir em frente com o coração tão vazio,em cacos.
    ninguém vale tanto a pena a ponto de você deixar de se querer. não devemos ficar triste por ter acabado e sim ficar feliz por ter acontecido.
    um beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Lendo seu texto mais uma vez me dou conta de que apenas as lembranças tem esse poder de fazer nascer em nós sentimentos tão agridoces.
    Sabe, penso em tudo que eu vivi com pessoas que hoje se tornaram desconhecidas para mim e me dou conta de que eu nunca quero esquecer minhas lembranças com elas.
    Por mais que eu tenha mudado, que elas tenham mudado, que esse relacionamento só continue existindo na minha memória, que me doa um pouco recordá-los, eu realmente fui feliz naqueles momentos e por isso sou grata por eles.

    ResponderExcluir
  7. texto bem lindo *-* cheio de emoções ;)

    é sempre bom lembrar daqueles momentos e que nos fazem dar um sorriso bobo, apenas lembrando...
    momentos assim tem que guardar no coração e assim a gente vai levando, descobrindo que existem vários amores e várias decepções ainda, porque a gente ainda vai encontrar alguém que vai fazer tudo tornar-se único!

    muito lindo o texto!
    Boa semana,beijos :*

    ResponderExcluir
  8. Fiquei meio deprê agora , relacionamentos sempre tão complicados.

    http://relembrandosonhos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Gosh, leio textos assim e me derreto toda :/ Sendo que eu tento ser o mais forte possível pra não cair na depressão de pensar naquele alguém! :X

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  10. Porque tudo muda. Depois de certas fases transtornadas, a gente se dá conta que realmente não precisamos mais de tudo aquilo que antes necessitávamos por questão de vida-ou-morte.
    A gente simplesmente deseja... Mas se não tem, respira e aceita.


    beijos.

    ResponderExcluir
  11. Porque tudo muda. Depois de certas fases transtornadas, a gente se dá conta que realmente não precisamos mais de tudo aquilo que antes necessitávamos por questão de vida-ou-morte.
    A gente simplesmente deseja... Mas se não tem, respira e aceita.


    beijos.

    ResponderExcluir
  12. É como num filme... a gente lembra quando tudo começou e é tudo tão bonito...

    ResponderExcluir
  13. Sempre temos uma pessoa para recordar, na esperança de que esta nos recorde também. Não quero ser esquecida por aqueles que amei. Gosto das pessoas que deixam suas marcas.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Ei, por acaso você escreveu uma história baseada em minha vida?! Porque foi isso que eu senti, sabe? E doeu um tiquinho. Eu só queria que voltasse o setembro de 2006, mas ele também não volta. Então, moça. Bora levantar a cabeça e seguir em frente? Deixa o bonito continuar bonito no passado, né?!

    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Você escreve muito bem, Gabriela♥
    As coisas mudam e, por incrível que pareça, o amor também- as sensações, os momentos, os sentimentos... Nós mudamos, e é uma pena que o tempo leve coisas que nos fizeram tão felizes, que fizeram um sorriso brilhar em nosso rosto; mas devemos lembrar que ele também nos traz coisas que viemos a amar.
    Amei seu texto.
    http://menina-do-sol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. "tu já não és mais aquele moleque de sorriso contagiante, que eu tanto endeusei em meados da minha pré adolescência, tornou-se um homem, não sei se tão admirável quanto aquele rapaz que despertou em mim o amor, mas um homem cheio de pose e compromissos" isso foi muito eu! Me identifiquei com meus romances platonicos no seu texto, hein? Lindo lindo lindo! Parabéns *-*
    Lay Free? :o
    Um beeeeijo!

    ResponderExcluir
  17. mas, 17 anos você ainda é uma menina :O
    Como não?
    outra,se ele foi o seu primeiro amor,é certeza que vai te marcar por um longo tempo. vai deixar aquelas recordações gostosas de lembrar.
    Emilie Escreve~

    ResponderExcluir
  18. Sinto essa vontade desenfreada, e por sentir, dói muito.

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.