Nova Perspectiva

8 de julho de 2012

Um texto meia boca para um cara meia boca

Via reprodução
Comi um pote de Nutella e não me venha dizer que a culpa não é sua, porque ela é mas não se preocupe, porque vou te mandar a conta de todas as receitar loucas das revistas de mulherzinha para emagrecer, de todos os potes de óleo de coco, chá verde, chá branco, chá arco íris e a do conserto da minha balança, que anda com o ponteiro desregulado. Vai passar, daqui a pouco, em qualquer instante, um dia desses eu vou acordar, sorrir e dizer “olha só quem se mudou daqui de dentro”, só espero que isso não demore muito porque as minhas calças não estão mais passando da coxa.
Fico me perguntando, enquanto devoro mais um saco de doritos, o que é que você tem de tão especial? Por que grudou que nem carrapato na minha cabeça? Porque eu deixei você virar o sanguessuga da minha vida? Sei lá, sabe? Eu sou muito nova ainda, tem um monte de cara batendo carteira de solteiro na rua e eu fico encanada em você que fica encanado nas outras e sempre desencana de mim.
Eu quero acordar com uma dessas mensagenzinhas fofinhas que fazem a gente querer vomitar. Quero alguém que vá sair de mãos dadas comigo, alguém que vá escutar meus problemas, minhas neuras e minhas loucuras sem segundas e terceiras intenções, quero alguém que não seja você. Eu quero poder acreditar que eu quero tudo isso quando na verdade eu quero mais uma chance para nós, eu quero acreditar que não me importa com quem você está saindo, quando na verdade eu já arranquei metade dos meus cabelos só por não ser ela.
Estou um pouco confusa agora, deve ser carboidrato demais no sangue, açúcar subindo a cabeça ou qualquer coisa que tem nessas besteiras todas, mas eu queria que você viesse até aqui em casa agora dividir o resto dessa coca-cola e terminar de assistir a novela abraçadinho comigo, de um jeito que a gente só fez na minha cabeça, que nem anda muito boa.

26 comentários:

  1. Muito bom, gostei. Boa sorte pra gente em encontrar esse tal.

    ResponderExcluir
  2. Super curtir! Te seguindo
    Post novo lá, dê uma passadinha lá se quiser... http://psmylove4ever.blogspot.com.br/2012/07/curta-nesse-domingo.html

    Beijos e bom domingo! =D

    ResponderExcluir
  3. Ah, essas coisas são complicadas... gostei do texto.
    bjus ;*

    ResponderExcluir
  4. Adorei demais esse texto! "...)dividir o resto dessa coca-cola e terminar de assistir empreguetes abraçadinho comigo", muito bem colocado! haha E olha, não tem jeito né, quando alguém resolve colar no pensamento da gente é difícil de desgrudar e aí, nesse meio tempo, vem junto aquele monte de transformações que a gente nem sequer autorizou que o individuo fizesse em nossas vidas mas mesmo assim "ele foi lá e fez". Não é fácil mesmo =/
    Bjs e ó, apesar dos pesares, esse tal que ainda não percebeu o seu valor está te fazendo escrever lindamente!

    ResponderExcluir
  5. Olá Gabi!
    Acho que essa insistência (que pode ser chamada de implicância) por determinada pessoa, mesmo que essa pessoa seja a "errada", seja explicada pelo fato de que, em algum momento, ela foi boa demais para nós, e o que nos faz bem, acaba se tornando nosso objeto de desejo, quase que uma obsessão.

    Obrigado pelos comentários no Eternos Rascunhos! Também ando sem tempo, trabalho e faculdade tem me ocupado demais, mas vou acompanhar com mais calma teu blog enquanto estou de férias da faculdade.

    Beijos, tenha uma excelente semana.

    ResponderExcluir
  6. Amei esse texto..Essa compulsão que sentimos quando amamos alguém é uma droga mesmo, mas fazer o que se ainda queremos o canalha de volta kkkkk

    ResponderExcluir
  7. Awn, acho que ás vezes também quero um cara assim, que me acorde com sms de bom dia e assista TV comigo.... Mas logo passa essa vontade. rs

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  8. eu sempre amo vir aqui.. Amo o que você escreve e como escreve. E apesar de ter achado lindo o seu texto, eu sei que também é triste e que não vale a pena. Você mesmo disse que é nova, além do mais, tem uma sabedoria notavel. Linda, existe outros dias, outros caras e outras coisas. Vai perder seu tempo com o que? Vista-se de felicidade por qualquer motivo e vá desfilar por aí, Flor =)

    beijo, tenha uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  9. Gostei do seu blog e estou seguindo já ^^
    Achei interessante seu texto,pois já fiz muito disso: comer potes de doces, imaginar cenas improváveis com pessoas que jamais realizariam minhas vontades e sonhos, querer esquecer esses amores que não deram certo e na verdade estar desejando por mais uma chance!
    Me identifiquei com o texto rs
    Beijo

    http://moniabrao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Adorei seu texto.
    É sempre bom entrar em seu blog.
    Beijos e sucesso.

    ResponderExcluir
  11. Tem sempre aquele que impregna na cabeça. E não há o que solte de lá.

    Beijinho, MF.
    Palavras e Silêncio

    ResponderExcluir
  12. Eu quero alguém pra fazer coisas bobas e significativas comigo, rs
    Estava com saudade desse seu jeito de escrever, de encarar a realidade com uma pitada de sonho, enfim, talvez você desencane dele ou ele desencane das outras.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  13. E a gente tende a persistir nesses desejos. Tanto do amor quanto do que nos faz desencanar um pouco que seja, como os carboidratos e afins...

    Bem, seu blog continua lindo. Bjs

    ResponderExcluir
  14. Gabriela, é por essas e outras que desencanei do amor, vi sua real face e pirei escrevendo meu texto lá no blog, porque não dá pra ficar chorando e achando que "é impossível ser feliz sozinho" como dizia Tom Jobim, ninguém merece ser dependente de alguém, não dá!
    Haha, eu juro que desencanei (pelo menos por enquanto).

    Beijos, ana.
    http://ribeiroap.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Uma hora a ficha cai, essa é a verdade. Dar tempo ao tempo é a melhor frase que já escutei na vida e te dou esse conselho, há uma infinidade de caras bons por aí sim e não é procurando que se acha, simplesmente acontece quando você menos espera.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  16. Quem sabe um dia encontramos caras assim? Existir, eles existem. hahaha

    ResponderExcluir
  17. Adorei o texto! Me identifiquei com a parte da comida, porque, olha, não precisa nenhum cara para me fazer devorar minha casa inteira. Eu já faço isso por minha conta.

    ResponderExcluir
  18. Assim como Blair e Chuck... complicado.

    Saudades daqui!!!

    ResponderExcluir
  19. Estou voltando, aos poucos, a usar blog novamente. No entanto, criei um novo, com assuntos dos mais variados. Se quiser seguir http://brighterthantheshootingstar.blogspot.com.br/

    Estava com saudade daqui :)

    ResponderExcluir
  20. OMG, eu amei tanto o texto que peço permissão para republicá-lo no meu blog
    com todos os créditos, é claro!
    Adorei, MUUUUUITO! Disse bastante sobre mim, acredita?
    Se puder e quiser flor, segue meu novo blog?

    Beeeeijo

    ResponderExcluir
  21. Hahahaha, assistindo empreguetes foi ótima. haha'

    Pois é Gabi, tem dias que a gente se sente assim mesmo, sem rumo, parecendo doidas por aquele garoto que parece não dar a mínima. Aí começamos a nos perguntar o que há de errado. Estou sentindo a mesma coisa por um aí, estou até me assustando porque não sou muito de me apaixonar fácil, mas fazer o que né? rsrs Ah, pior, eu também fico assim comendo loucamenteeee, hahahha. Ninguém merece né?

    ResponderExcluir
  22. Ê, meu bem, o problema das mensagenzinhas romanticas que te fazem querer vomitar é que, uma vez mandadas, você fica esperando por elas sempre. E essa expectativa e essas mensagens que não chegam à uma semana te fazem voltar à Nutella, voltar pra debaixo da coberta, ter que procurar calças um número maior. Mas meu bem, nada de meia boca essa texto. Ficou realmente bom. Me fez lembrar de todas as coisas que fiz na minha cabeça, de assistir alguma coisa e rir e deitar na grama olhando as estrelas. E agora vou me levantar para fazer um brigadeiro, e vou sim mandar a conta de todas as dicas loucas de revistas de mulherzinha para emagrecer, de todos os potes de óleo de coco, chá verde, chá branco, chá arco íris e a minha balança que anda com o ponteiro louco para você. Catarse com teu texto, catarse contigo. Quantos caras meia boca no mundo.

    ResponderExcluir
  23. Amei, amei. E o título? Hahaha! Ótimo.

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.