Nova Perspectiva

7 de junho de 2012

Não sei.

Deu-me vontade de escrever, mas não sabia bem sobre o que, se era sobre eles, nós ou como tudo deu errado, sei lá, só senti uma necessidade grande de pegar o papel, a caneta, ligar o som e ficar esperando alguma coisa vir, surgiu tão pouco em tanto, to cansada desses textos para os outros achar bonito, to cansada de tentar achar as palavras certas, não tem nada que seja certo nesse meio, prometi não escrever mais sobre você, e não vou, só quero fechar os olhos e fingir que você tá aqui, acho que bebi café demais, bateu uma insônia dessas que saem de dentro do peito, sabe? Eu queria te ligar, mas apaguei seu número, melhor assim.
Queria tanto que você me visse agora, um pouco mais doce, um pouco mais ácida, um pouco mais eu. Pensei em ir até sua casa, mas perdi minha coragem, melhor assim.
Você deve estar aí com ela onde eu queria estar contigo, e eu estou aqui com duas canetas velhas, um papel rasgado e meia xícara de café, escrevendo sobre coisas que nem eu entendo, juntando frases confusas que já nem eu decifro, mas não importa, não é um texto pra você.
Não gosto dessa música que tá tocando, não gosto de escrever com música, você nem sabe que eu escrevo, você nem sabe dos meus gostos, você nem me conhece de verdade, nem eu, tanto faz.
Agora tá um frio tão grande, só não sei se o vento tá batendo lá fora ou aqui dentro. Onde eu posso me esconder? Onde eu posso fugir de mim? Onde eu posso te encontrar? Deixa pra lá.
Só me deu vontade de escrever, mas eu esqueci como se escreve, só me deu vontade de você, mas esquece.

23 comentários:

  1. Gabi, certa vez você me disse isso em um comentário lá no Eternos Rascunhos, agora é a minha vez de te dizer: Nossas histórias são um tanto quanto parecidas. Obviamente, com personagens diferentes, com tramas diferentes e com tudo o mais de diferente. O de comum que há, é o desenrolar, talvez não do início ao fim, mas sim do fim até o agora.
    Belíssimo texto, me identifiquei muito! Obrigado por proporcionar-me uma leitura tão agradável, sincera e acolhedora, nessa quinta feira fria :-)

    ResponderExcluir
  2. "Só me deu vontade de escrever, mas eu esqueci como se escreve, só me deu vontade de você, mas esquece." - ficou demais essa frase!

    ah, não tem essa de palavras certas. são aquelas que vem do coração e nunca elas são erradas. suas palavras são bonitas, por que sempre são cheias de sentimentos, mesmo que venham com mágoas. acho que é isso que tornam elas mais bonitas ainda.
    :*

    ResponderExcluir
  3. Ficou tão natural, por isso ficou bonito, pois colocou uma parte de você ai.

    Escreves bem e sabes disso!

    ResponderExcluir
  4. Só conseguimos escrever oque sentimos.

    ResponderExcluir
  5. Mais um texto liindo, Gabi! Confesso que me identifiquei demais, com cada frase... Acho que estou assim tbm, e apesar de tudo, não perco a vontade de escrever...
    Beijo, tenha uma ótima sexta-feira
     Just Carol

    ResponderExcluir
  6. A gente nunca esquece como escrever, apenas começamos a escrever de uma maneira diferente, mais nossa, mais verdadeira.

    Abraço meu.

    ResponderExcluir
  7. Sei bem como é, por muitas vezes me senti assim. Ficou legal seu texto.

    *-*

    ResponderExcluir
  8. De um jeito ou de outro, as palavras firmam-se em reviravoltas e sem querer estamos falando de uma 2ª, 3ª pessoa.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. É decisão difícil e ácida. Esquecer alguém não é nada fácil mesmo, mas a gente esquece por que nada nessa vida é pra sempre e graças a Deus que não é.

    ResponderExcluir
  10. Palavras lindas pra esquentarem uma sexta-feira fria. Só quem já passou por isso sabe o que é. Parabéns, começarei a vir aqui com frequência. ^^

    http://desenhandopensamentos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Ótimo o blog! Continue sempre escrevendo! Sempre usando o seu talento! Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  12. Ficou tão bonito.
    Me encontrei na maior parte desse texto.
    Adorei, ficou bom mesmo Gabi.
    beijos,
    Amanda - Doce Diário

    ResponderExcluir
  13. Gabriela querida, você ressurgiu! Quanto tempo também que não venho aqui... tudo pra voltar e ver esse texto cheio de coisa boa, ainda que com sentimentos doídos. eu sempre digo que acho tudo tão forte quando vem realmente de dentro, sabe?

    beijoca

    ResponderExcluir
  14. Que lindo esse texto. Me identifiquei bastante. Bem lindo teu blog.
    Enfim...
    Boa semana.

    http://www.6dejulho.wordpress.com

    ResponderExcluir
  15. Oh ás vezes achamos que precisamos de alguém, que queremos esse alguém, mas pense bem, se tivéssemos mesmo esse alguém, será que estaríamos satisfeitas?! Enfim, não sei se me expressei bem, mas algumas vontades nossas não são tão certas assim.

    Beijos ><
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  16. É sempre bom passar por aqui e refletir um pouco.

    ResponderExcluir
  17. texto ficou ótimo, esses espontâneos e sentimentais sempre saem de um jeito legal. força pra você com essa situação. ps: adorei o novo layout, ficou muito fofo *-*

    ResponderExcluir
  18. Seu layout está incrível, como das outras vezes. :)

    ResponderExcluir
  19. Tenho dias, tenho momentos que fico assim. Não quero falar do cor de rosa e nem de sentimentos fofos, mas aí tudo passa. Paro de ficar emburrada e logo vem outros sentimentos. Não somos uma coisa só, somos compostos de várias coisas e as vezes dá vontade de escrever sobre o que deu errado, sobre as desilusões e a falta que faz! Amei seu texto, foi muito verdadeiro. Vejo o quanto é a "sua cara". Tem a sua marca, a sua especialidade. É por isso que amo o que escrevo Gabi, você é "única". Grandes beijos e volte sempre flor <3

    ResponderExcluir
  20. A parte mais perfeita do texto é "Só me deu vontade de escrever, mas eu esqueci como se escreve, só me deu vontade de você, mas esquece."
    Gabi, nem sempre tudo dá certo. A vida é assim. O coração, principalmente de quem escreve, é feito de cacos remendados. Mas tranquilize-se pequena, sempre aparece alguém que sabe colar os cacos, de forma imperfeita, mas que sabe colar...

    Beijo

    ResponderExcluir
  21. Os que vc modificar em cima da minha base, pode sim, Gabi.

    ResponderExcluir
  22. Está na hora de largar a xícara de café e dizer "tanto faz" com o coração também...
    Gostei muito do texto, mas confesso que prefiro histórias com final feliz, porque no fim é isso que a gente quer: ser feliz.

    Um beijo Gabi! :*

    ResponderExcluir
  23. E eu já estou mareada com o vai e vem das minhas lembranças inúteis de alguém que quis ficar no passado.

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.