Nova Perspectiva

23 de maio de 2012

At least not today

“Ninguém nunca mereceu o meu choro,
                                                  Nem a falta de apetite.”
- Cazuza.


O tempo não volta, mas eu não me importaria se um cientista metido a louco inventasse uma máquina do tempo, eu não ligaria de voltar uns dois anos para consertar os passos falhos, os caminhos tortos, só que esse cientista não vai aparecer e eu não posso mais esperar por alguém que nunca vem, estou cansada de bater a cabeça pra tentar entender que não adianta empurrar quando está escrito "puxe", não adianta ficar aqui na esquina esperando pelo dia em que você vai olhar para o lado e perceber que eu parei há muito tempo, não adianta eu esperar que você sinta a minha falta, não adianta eu perder mais dois anos para assistir a mesma história.
To deixando o barco, esse mesmo que você já abandonou faz tempo, to indo atrás do que me faz bem, cansei dessas noites mal dormidas e dessa angústia que é não saber quando você vai vir livrar meu peito de tanta dor, vou tratar de fazer isso eu mesma. E que sejamos felizes cada um em seu caminho, que agora seja mesmo o fim, porque dessa vez sou eu quem está disposta a encerrar o jogo.
Adeus, fui ser feliz. 

13 comentários:

  1. Alguns adeus são necessários para poder seguir em frente e buscar por algo verdadeiro e concreto.
    Adorei a frase do Cazuza. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Voltar no tempo!! Que vontade que dá quase sempre, concertar os erros, acertar os ponteiros, fazer diferente. tem gente que diz que não se arrepende de nada, eu não acredito.
    Algumas pessoas simplesmente aparecem em nossas vidas e tomam conta dela e por um tempo não conseguimos imaginar um futuro sem elas. Mas então tudo muda e aquela pessoa não está mais lá. Acho que leva tempo pra percebermos que essa pessoa não vai voltar.
    Mas chega o momento de reencontro consigo mesma. E é difícil, mas é nesse momento que voltamos pra nós mesmas e começamos a reaprender a ser feliz.

    p.s meu comentário ficou muito confuso, né.
    Como sempre que venho no seu cantinho amei o texto, vc tem uma leveza com as palavras que eu amo.
    bjo

    ResponderExcluir
  3. Temos mesmo que aprender a dar adeus quando percebemos que o passado continua lá. Você tentou, fez por onde, mas agora acabou. Segue sua vida, seja feliz!

    ResponderExcluir
  4. Adorei isso! Me remete ao nome do blog "nova perspectiva", que seja! E que esteja aberta e disposta ao novo... "de novo mais uma vez".
    Bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  5. É bom que seja assim. Vou tentando aprender com suas palavras :)
    :*

    ResponderExcluir
  6. Dizer adeus pode até doer, mas tomar a atitude de deixar pra trás o que já foi bom, é o certo quando se está cansado de sofrer.

    Beijo Gabi.

    http://sabrinanunees.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. As vezes faz bem dizer:

    - "Falou ai... t+!"

    ResponderExcluir
  8. Por favor, faça isso. Sei bem como é empurrar quando está escrito "puxe". Não adianta nada, mas a gente continua esperando um milgre que faça a porta mover.
    Pula desse barco mesmo que você tenha que se obrigar a isso.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  9. se existisse máquina do tempo eu voltaria pra consertar tanta coisa...

    mas, sabe, quando não há o que se fazer, o melhor é tocar o "dane-se" e seguir em frente.

    ResponderExcluir
  10. Se pudéssemos voltar atrás, querida, jamais seguiríamos em frente... Você entende a simplicidade e a grandiosidade disso?
    Na vida não há tempo pra desfazer o que já passou, mas sempre podemos melhorar.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  11. belas palavras, gostei do texto, vc que escreveu?
    Enfim,
    Gata, adorei teu blog, tô seguindo!
    Passa lá no meu e se gostar, segue?
    Te espero lá u_u
    Bjss
    http://laialisafa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. É desembarcar das confusões interiores! O tempo velho não volta mesmo! Beijo Gabi.

    ResponderExcluir
  13. Identifiquei-me bastante com seu texto, parece até que fui eu que escrevi porque são justamente as palavras que eu gostaria de ter dito a alguém. rsrs
    Eu sei o quanto dói desistir de alguém, mas às vezes essa é a única forma da pessoa que desistiu ser feliz.

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.