Nova Perspectiva

13 de janeiro de 2012

Pela metade

Você precisa de alguém, esse alguém precisa de você, mas entre os dois há um espaço imenso, uma distância gigante e um medo de perder ainda maior. Você sabe que daria certo se ele estivesse ao seu lado, os dois foram feitos um para o outro, são almas gêmeas separadas por conta do destino. Você morre de ciúmes das amigas dele, porque elas estão lá, elas podem abraçá-lo, segurá-lo pelas mãos e protegê-lo, ele morre de ciúmes dos seus amigos, porque eles podem enxugar-te as lágrimas que a saudades causa, podem abraçá-la e protegê-la de um jeito que de longe ele não pode fazer. Ele queria estar aí, você queria estar lá, os dois queriam estar juntos, mas não podem, ficam então cada um no seu canto morrendo de saudade e fingindo que não dói tanto, porque falar o tamanho da dor faria o outro sofrer mais ainda. Os dois torcem para que não apareça outro alguém que destrua tudo, mas é difícil controlar a situação quando estão separados por um tamanho tão imenso de terra, é difícil controlar a dor, a saudades, as lágrimas e o medo de perder... É difícil amar e não estar perto, e não estar junto.
O que você usa para medir a falta que alguém faz na sua vida? Eu utilizo quilômetros. Não existe nada mais cruel e massacrante que a distância, pelo menos para quem realmente sente necessidade de ter alguém por perto. A sensação de não poder abraçar, tocar ou até sentir quem antes se encontrava literalmente do seu lado, machuca. É como se metade - ou mais que isso - de você tivesse te deixado, lhe obrigando a seguir sozinho, sem rumo, sem foco, sem destino. É uma espécie de êxtase facilmente desfeito com a realidade que joga na sua cara que isso não é possível.
Corações separados batem juntos, mas é preciso um esforço maior para tal ação. Diante disso, ambos podem acabar cansados e literalmente perdidos, até porque um preciso do outro para se encontrar. Barreiras são rompidas, noites perdidas, dias contados. Quando a saudade resolve se mostrar presente, aquilo que te afasta do que mais almeja parece aumentar seu tamanho, como se isso fosse possível.

Texto feito em parceria com a Jéss do blog For later recall

30 comentários:

  1. A distância em quilômetro pode ser quebrada por um carro, um ônibus e até um avião. Mas pior é quando o coração e a mente estão distantes. O corpo está presente, mas a alma não.

    Belo texto, Gabi. Eu gosto desse tema.
    ;*

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não consigo mensurar essa falta,

    Mas terminou depois de muito tempo longe,

    Sei lá,


    Mas a falta: lateja sempre

    ResponderExcluir
  3. Tenho medo dessa necessidade que as pessoas tem de precisar do outro para se sentirem completas... AMOR não é isso que andam vendendo por ai não, duas pessos completamente completas querendo dividir momentos ai sim pode ser...

    ResponderExcluir
  4. Acho que o problema não é precisar de outra pessoa, afinal todos precisamos, o problema é fazer daquela pessoa razão da sua existência ou de precisar do outro para se sentir completa.
    Não precisamos!
    Precisamos apenas da outra pessoa para nos fazer companhia, afinal andar sozinho é possível mas é muito chato.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Na minha visão, nós precisamos sim!
    é muito bom dormi com alguém e acordar com um sorriso da pessoa, aquele abraço quentinho, sair, rir, brincar, lanchar juntos, ir ao cinema, fazer coisas bobas, só bobagens, mas arrancam de nosso peito um felicidade que deixar ali, já se torna impossível.

    ResponderExcluir
  6. Sempre penso como você minha amiga, a distância pode mesmo ser a pior e mais dolorosa arma contra a alma que ama.

    Ps: obrigada por visitar-me, é bom saber que os velhos parceiros não nos abandonam. Abraça e aperta!

    ResponderExcluir
  7. Lindo texto. (:
    Estou seguindo seu blog. se poder , dá uma olhada no meu. Beijos,

    http://depoisdeumdianormal.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. e qual o problema de uma boa conversa no lugar das indiretas né ?

    ResponderExcluir
  9. Quando realmente nos importamos com um alguém que está à quilômetros de distância é inevitável: essa coisinha chamada saudade acaba se fazendo presente :/

    ResponderExcluir
  10. Que seja o primeiro de muitos textos em parceria, obrigada pela oportunidade Gabi!

    ResponderExcluir
  11. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderExcluir
  12. Que legal essa parceria!!!!

    Gabi,obrigado pelo carinho viu?!Que bom,que você ficou feliz com minha gravidez,eu estou radiante!!É muito legal essa relação e envolvimento que acabamos sentindo nesse mundo virtual.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  13. Quando estamos com saudade, até a esquina parece ser longe demais...

    http://bruna-morgan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. A distância é um jogo irônico que apenas os esforçados sabem as regras.
    Quando vale mesmo a pena, isso não deveria ter tanta importãncia, mesmo com os indicativos de influências externas, de pessoas que estejam mais próximas que a gente.

    Claro, a presença é vital para que se respire os ares do companheirismo, mas o amor pode esperar quando a realidade não é tão simples quanto deveria ser.

    É preciso acreditar mais nas pessoas mesmo que isso soe um tanto quanto maluco.

    Ainda acreditam. E os que acreditam não perdem, mesmo que sejam decepcionados pelos outros.

    ResponderExcluir
  15. Que lindo! A distância é um dos piores castigos, pode-se dizer assim :/

    ResponderExcluir
  16. Olá Gabi, como vai?
    Excelente texto! É difícil medir saudade, dor, amor, então cada um opta por medir esses sentimentos com a medida que lhe for mais conveniente. Fato é que tudo isso é muito complicado, e acredito eu que a saudade é o sentimento que mais machuca e destrói. Acredito que ela ainda é mais pura e mais forte que o próprio amor...
    Desculpe pela ausência, acredito que agora poderei voltar a passar aqui com frequência!
    Beijos!

    Ah, o Eternos Rascunhos voltou! Caso queira dar uma conferida, ele está no mesmo endereço de antes!

    ResponderExcluir
  17. Hoje eu realmente não sei se ele precisa tanto assim de mim, chega a doer. E sim, é difícil amar e não estar perto, mas queria ter vencido esses obstáculos com ele. ):

    Gosto tanto daqui, Gabi. Quando você lançar o primeiro livro irei comprá-lo, com toda certeza. ^^
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  18. Eu não sei mais se ele realmente ainda precisa de mim, estou tentando superar isso a cada dia. ): E sim, é difícil amar quando não estar perto, mas queria superar esses obstáculos com ele. Entende?

    Adoro o seu cantinho, Gabi. Quando lançares seu primeiro livro irei comprá-lo com certeza. ^^

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderExcluir
  20. Ou quebre a barreira da distância, ou quebre o que está pela metade e recontrua. É díficil seguir sem a outra ponta do amor.

    Lindo Gabi, um beijo!

    ResponderExcluir
  21. Quando iniciei a leitura do texto, já me segurei para não chorar. Há alguns dias passei por isso de distância. Não exatamente de quilometros, no sentido terra. Mas no sentido sentimento, que dói muito. Duas pessoas, numa mesma cidade, podendo se encontrar a qualquer momento. Duas pessoas que se gostam, separadas. E duas pessoas que, além de tudo, queriam estar juntas.

    Parabéns para a Gabi, parabéns para a Jéss. Lindo, lindo e lindo!
    Beijos =*

    ResponderExcluir
  22. Oi tudo bom? Então, é a minha primeira visita aqui no seu e poxa, estou adorando! Estou seguindo e voltarei mais vezes!

    Também tenho um blog, passa por lá? Te deixo o link dele:
    http://25conto.blogspot.com/

    Abraços!

    ResponderExcluir
  23. As vezes parece que as pessoas que mais gostamos estao longe. Recentemente me apaixonei por alguém a quase 1500 quilômetros de distancia, sem exagero , em outro estado, 10 horas de carro. Enfim,se é pra ser, o amor vai superar todos esses desafios e as dificuldades. Se nao for seu '' destino'', se nao forem certos um para o outro esse sentimento vai acabar passando e os dois vao ficar bem, encontrar outros amores. Procure a felicidade sempre, mesmo que voce tenha que enfrentar a distancia. Bjos

    ResponderExcluir
  24. Texto escrito pra mim?rsrs
    Minha saudade pode ser medida por 3490 Km de distancia! :(
    Não sei como vai, se vai ser forte o suficiente pra vencer essas tantas barreiras!
    Ah, tô cansada de tentar arranjar uma solução! O que tiver de ser, será... Deus sabe o que faz!
    beeijo

    ResponderExcluir
  25. Lindo texto, você escreve maravilhosamente bem, tem muito talento! Estou te seguindo! Ficaria grata se me visitasse, e siga se gostar:
    http://fazdecontatxt.blogspot.com
    Sucesso!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  26. E pra mim, que tenho um namorado que mora longe de mim, esse texto se encaixa perfeitamente. A parte que fala que se mede a falta em quilômetros, só assim pude entender essa falta enorme que me faz. Texto muito lindo, parabéns pra ti e pra Jéss!

    ResponderExcluir
  27. Acho esse texto incrível! Perdi as contas de quantas vzs eu já o li.. textos como esse é inspiração para iniciantes como eu ! LINDO LINDO, parabéns!

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.