Nova Perspectiva

7 de dezembro de 2011

Mesmo do outro lado do oceano eu posso sentir você.*

São esses meus caminhos tortos
que me levam a direção
de ter tudo o que eu quis pra mim,
não perder o que um dia foi meu.
...
Eu precisei dar tantas voltas pra voltar ao mesmo lugar, é engraçado não é? Como a gente não enxerga quem está logo ao nosso lado, eu sempre querendo o distante, o que não me servia, o que não me cabia e olha só que coisa, você sempre esteve aqui, parado, como se esperasse um raio cair na minha cabeça só para eu entender que na verdade era você o meu número certo.

Eu fiz tudo do jeito torto, meti os pés pelas mãos e te mandei embora, só porque eu não queria lutar por aquilo que eu não acreditava ser real, você continuou aqui guardado dentro de uma gaveta bonita, só que trancado a sete chaves, às vezes eu até espiava pela fechadura só pra ver se estava tudo bem, mas eu fingia que nunca teve importância, porque eu não queria que tivesse, sabe? Precisei quebrar muito essa cabeça dura pra entender que certas coisas a gente não consegue apagar, você foi o tipo de pessoa que mesmo depois de eu excluir da lixeira continuou na memoria do meu computador, estava salvo com mil setas de pisca-pisca apontando na sua direção, na direção certa e eu insisti em caminhar pelo lado errado.

Acho que eu nasci virada, sempre querendo o caminho mais cumprido, agora, veja só, eu, sempre tão cheia de razão, perdi todas as minhas teorias ao chegar no final desse caminho, foi como se eu tivesse andado em círculos, voltando ao inicio o tempo todo, mas eu dizia "não, está tudo bem" sem nem saber o que realmente é estar bem, aí eu ficava mal o tempo todo achando que eu enganava todo mundo com esse meu sorriso mais falso que nota de três. Vou te contar que bati em muitas pedras, o caminho que eu escolhi era escuro e frio, não havia ninguém que pudesse me ajudar a atravessar, ninguém pra me abraçar ou apertar com força a minha mão, mas eu, orgulhosa como sou, não dei o braço a torcer até enxergar a luz, até conseguir sair de lá de dentro e vir parar aqui, de novo, tentando entender porque eu dei tantas voltas pra reconhecer que é você e só você.

As setas que te apontavam estão velhas e desgastadas, algumas estão apagadas e outras já queimaram, vai dar um trabalhão arrumar todas, fiz uma bagunça imensa só pra tentar provar pros outros que eu tinha razão e o pior de tudo é que eu nunca tive. Acabei perdendo o jogo e perdendo você, também, não é? Mas tem uma coisa que eu não perdi, e foi essa minha mania de insistir em tudo o que eu quero, se insisti tanto tempo no errado por que eu desistiria de lutar pelo que é certo? Fui embora, mas agora estou de volta e quero que você venha junto comigo, não vou desistir de nós dois, sei que vai demorar para certas coisas voltarem a ser como eram, mas eu vou usar essa minha cabeça dura pra quebrar as barreiras que nos separam, você vai ver.

24 comentários:

  1. Todo mundo passa por situações como essa, de fazer do errado, o certo. E o pior é que somos teimosas e não queremos dar o braço a torcer. Acho que o correto é fazer o que você disse, "usar a cabeça dura para quebrar as barreiras".

    ResponderExcluir
  2. Ahh Gaby, há uns dias eu escrevi um post parecido com esse teu. Eu também abri meus olhos pra enxergar o que sempre esteve ao meu lado e eu não queria ver. O bom de tudo isso é que pelo menos o primeiro passo nós já demos que foi reconhecer. As vezes a vida nos deixa quebrar a cara para dar a valor a quem realmente gosta da gente. Né?

    Beijos querida, bom feriado.

    ResponderExcluir
  3. E vai conseguir quebrar as barreiras sim! Amei o texto. Lindo!

    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  4. O meu coração já esteve, "literalmente", batendo do outro lado do oceano...

    Lindo post, Gabriela.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Muito bom, muito mesmo...
    Já pode sair de dentro da minha cabeça, viu Gabi? :P
    Desculpa o sumiço, to com um bloqueio pra escrever, aí abandonei o Nas Entrelinhas... mas to voltando, pelo menos pra te ler.
    Beijos

    OBS: Vou colocar seu link no meu face, tá? Tá :D

    ResponderExcluir
  6. É incrível como a gente deixa passar coisas pensando que conseguiria viver sem, mas na verdade era uma das coisas que nos sustentava por dentro.
    Lindo texto *__*

    ResponderExcluir
  7. Bonito o seu blog e gostei de como você escreve. Use mesmo a cabeça dura pra quebrar as barreiras, é importante ir a luta e não perder o amor do outro, enquanto é tempo. Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Seja persistente .. vai dar tudo certo (:

    obs:se tiver twitter, me segue lá !
    (@camilacolossi)
    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Que texto lindo, de um a sinceridade e verdade impressionantes! Eu amei, você como sempre tão talentosa e tão fascinante! Como eu me identifico com você, grandes beijos e volte sempre <3

    ResponderExcluir
  10. Nossa, adorei esse seu texto, me lembrou de alguém do meu passado, me vi por aqui ^^

    ResponderExcluir
  11. Por que a gente tem que ser tão cego às vezes,por que a gente não se poupa de uma longa caminhada para olhar o que está do nosso lado ? Sempre assim.Estou seguindo.

    beijo

    ResponderExcluir
  12. O teu amor pode estar do teu lado.

    ResponderExcluir
  13. O teu amor pode estar do teu lado.

    ResponderExcluir
  14. Nunca entendi porque temos a mania de dizer que está tudo bem, mesmo quando não está...
    Talvez se falássemos a verdade as coisas não fossem tão complicadas.

    ResponderExcluir
  15. bom, e não dizem que o amor vence tudo? eu acredito muito.

    adoro textos apaixonados.

    beijoca

    ResponderExcluir
  16. É errando que se aprende né!
    Espero que esse amor dê certo.
    Adorei o texto!

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Boa noite.
    Desculpa o incomodo, mas venho hoje pedir que olhe com carinho meu blog de resenhas literárias, o O Leitor.
    Se puder fazer parte, agradecemos.

    Obrigada e uma ótima quinta-feira. Beijos,

    Pamela.

    ResponderExcluir
  18. Nós podemos querer esquecer um amor, mas um amor de verdade nunca esquece um coração.

    Adorei o texto e o lay ficou lindo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Aaii tantaas vezes fui mega cega =S

    Lindoo texto!
    Beijoos

    ResponderExcluir
  20. Me enxerguei de novo, mais uma vez... Eu agradeço (e como agradeço) por ter conseguido um colo e um beijo quente depois de abandoná-los pra andar sozinha no frio.. Por ter quem ainda quisesse cuidar dos meus cortes nos pés após tropeçar nas pedras e andar sob espinhos. Espero que você também consiga. Um beijo, Gabi.

    ResponderExcluir
  21. Quão fortes e verdadeiras essas palavras! Uma hora a gente aprende, porque é disso que vivemos... APRENDIZADO!
    Amei (:

    http://sabrinanunees.blogspot.com/

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.