Nova Perspectiva

18 de janeiro de 2011

O fruto do pecado. - Parte 2.

5 de Dezembro de 2001.

Quanto tempo, como você está Jú? Não tive mais noticias suas estou preocupado.
Tenho muita coisa para lhe contar, saudades de você...
Amanhã estou voltando vou passar as férias em casa!
Liga-me e vamos combinar de sair assim que eu chegar, podemos ir naquele bar, que eu esqueci o nome, de novo. Hahaha. Se der para ir me buscar na rodoviária vou ficar muito contente.
Beijos Jújuzinha.
Leonardo.

A luz do quarto estava apagada, havia uma musica tocando ao fundo, algo que a mãe dela estava ouvindo. Era uma música triste. Júlia dobrou as pernas na cadeira com rodinhas e deu algumas voltas, como fazia sempre que pensava em algo, os dias desde seu ultimo encontro com Paulo estavam demorando a passar, pelo menos agora ela teria seu melhor amigo de volta!

5 de Dezembro de 2001.
Resposta:
Que saudades Léo. Sumi do computador, mas faz pouco tempo, não vive sem mim mesmo né. Hehehe.
Tenho algumas novidades vou te contar todas e garanto que você levar um susto.

O telefone tocou.
- Alô?
- Oi sumida!
- Léo, eu estava lhe escrevendo agora!
- Sério? Nossa.
- Incrível.
- Ainda temos uma boa ligação.
- Com certeza.
O som da risada dos dois amigos de infância deixava o ambiente um pouco menos pesado.
- Então, vai me buscar amanhã?
- É claro que vou.
- Vamos para o bar não vamos?
- Poxa Léo. – A voz da menina falhou. – Não estou podendo beber, mas podemos ir sim.
- Você não está podendo beber? Cirrose?
- Vai a merda!
- O que houve?
- Te conto amanhã, aliás, tenho muita coisa para lhe contar.
- Hum, aprontou muito?
- Um pouco!
- Bem, então amanhã as duas na rodoviária, estão me chamando aqui, beijos Jú te amo.
- Beijos meu anjo.
A garota sentou na cama com o telefone no colo.
- Quem era filha?
- Leonardo. – Gritou.
Nada foi respondido, a mãe da garota adorava aquele rapaz. Júlia desligou o computador e deitou na cama. Ficou um tempo com a mão na barriga, virou para o lado e ficou observando seu quarto bagunçado. Seu estômago roncou algumas vezes lembrando-a que era necessário comer, ela ignorou o som.
Uma parte dela estava feliz.
A outra estava apavorada.
Uma parte amava a novidade.
A outra queria se esconder.
Uma parte estava pronta para lutar.
A outra estava louca para se entregar.
Uma parte queria ser mãe.
A outra queria continuar sendo somente filha.
Continua.
Ps: Quero agradecer pelos lindos
selos que tenho ganho e dizer que
vou posta-los assim que este conto
acabar! *-* Gabisf

25 comentários:

  1. Que lindo, parabéns pelo texto, que tenha sucesso.

    ResponderExcluir
  2. to curioso pela segunda parte ! :P adorei a primeira ^^

    ResponderExcluir
  3. Está é a segunda amr, hehe... A primeira está embaixo, vou para terceira agora...

    ResponderExcluir
  4. Muito lindo esse conto.Ainda não tinha lido a primeira parte,mas vou ler agora.
    E estou aguardando a terceira.
    Beijo Gabs ;*
    http://truthsofaheart.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Eu ainda n li o primeiro, mas dps de ler este vou indo lá, ela está grávida, que fofo *-*

    ResponderExcluir
  6. lindo lindo. acabei de ler e já estou anciosa pela próxima parte.
    bjoos

    ResponderExcluir
  7. meu você escreve muito beem seerio *--*

    adorei, e tenho vontade de saber maais.

    beeijos

    ResponderExcluir
  8. amor de amigo, é amor mais lindo.
    beijos.

    ResponderExcluir
  9. .

    Está ficando cada vez mais interessante.

    Nossa! Seu talento com as palavras é incrível!

    Amo passear pelos teus escritos.

    Beijo grande!


    .
    .

    ResponderExcluir
  10. belos diálogos!

    e obrigado sempre pelas visitas e palavras sentidas.

    beijos.

    ResponderExcluir
  11. Ah o final foi estrondante, o modo como tu escreve me cativa muito gabs :)

    Atoron continuações MUAHAHA!
    espero o próximo, beijo grande :$

    ResponderExcluir
  12. Escreves muito bem =)
    Obrigada pelo carinho e pela visita. Já estou seguindo aqui também!!

    Um beijo doce
    Ficas com DEUS

    ResponderExcluir
  13. já disse que adoro muito isso aqui?

    http://garotasnasruas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. ooooooounti, que lindo !
    vou te seguir :)
    Acabamos de criar um flog, queremos muito uma foto sua postada lá !
    Ajude a gente a divulgar :) estamos te seguindo !

    me segue tb?supersweetteen@hotmail.com

    [b]AJUDE-NOS A DIVULGAR O BLOG.[/b]
    http://mycherryup.blogspot.com

    acabamos de criar o blog e o fotolog. Visite, divulgue.
    Não custa nada, segue nosso fotolog tb !
    http://www.fotolog.com/cherrybeats

    ResponderExcluir
  15. Simplismente, lindo. É a perspectiva de estar gravida deve ser apavorante, principalmente quando se está sozinha e ainda é apenas um filha, não pronta para ser um mãe. Você escreve muito bem, adorei o blog, e vou seguir.

    ResponderExcluir
  16. Uma parte dela estava feliz.
    A outra estava apavorada.
    Uma parte amava a novidade.
    A outra queria se esconder.
    Uma parte estava pronta para lutar.
    A outra estava louca para se entregar.
    Uma parte queria ser mãe.
    A outra queria continuar sendo somente filha.

    Lindos versos e aguardo o restante!

    ResponderExcluir
  17. Awn como será que vai ser essa gravidez?
    Nem li a primeira parte, que vergonha, vou lá agora riri *-*
    Bgs, e posta a continuação logo :B

    ResponderExcluir
  18. Adorei,é meio que viciante ler suas postagens.....

    ResponderExcluir
  19. Concordo com Cintia Barreto. É viciante suas postagens, eu sempre leio seus textos. Muitos bom mesmo.Parabens .

    ResponderExcluir
  20. Tive que ler a primeira parte para entender e quando vi já tinha acabado as duas, fiquei curioso para saber o que acontece em seguida, vou acompanhar essa história ou esse conto de algumas noites, haha.

    Bjs =)

    ResponderExcluir
  21. Olá, adorei o post e achei interessante. Beijos, to seguindo

    ResponderExcluir
  22. Ah os amigos, eles nos ajudam a tornar a vida mais leve.

    'Uma parte dela estava feliz.
    A outra estava apavorada.
    Uma parte amava a novidade.
    A outra queria se esconder.
    Uma parte estava pronta para lutar.
    A outra estava louca para se entregar.
    Uma parte queria ser mãe.
    A outra queria continuar sendo somente filha.'


    é preciso muito preparo para ser mãe.

    cont. lendo aqui

    ResponderExcluir
  23. Talentosíssima! Entre Leo e Paulo. O primeiro esvazia. O segundo enche. rs... Abraços.

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.