Nova Perspectiva

24 de janeiro de 2011

O fruto do pecado - parte 7

A distancia agora parecia grande demais, eram apenas dois quarteirões que os separavam, dois quarteirões que pareciam inacabáveis.
Havia muito no que Júlia pensar, ela sabia que aquele romance seria um escândalo e aquele que estava dentro dela seria o fruto do pecado. A verdade seria revelada e todos passariam a comentar sobre a historia do professor com a ex aluna.


O pecado.
Era uma tarde ensolarada de sábado, a formatura do terceiro ano de 1999 havia acabado de terminar e os alunos neste momento se despediam dos professores e colegas, Júlia tinha dezessete anos e era uma adolescente – como tantas outras – apaixonada pelo seu, agora, ex professor. Um homem casado com dois filhos, um homem atraente de cabelos loiros e olhos claros, um homem que não deixava apenas Júlia louca de amor.
- Paulo. - Falou a garota de cabelos escuros até a cintura.
- Olá minha flor. - Falou o professor fitando os imensos olhos verdes da garota.
- Eu só vou sentir falta de uma coisa nesta escola. - A menina era tão atraente quanto o homem e sabia muito bem disso.
- Do intervalo, com certeza! - O riso alto do professor ecoou pela pequena quadra vazia.
- Não, não é. - Ela sorriu. - O que veio buscar aqui?
- Uma bola para os meninos, eles pediram para jogar um pouco, você os conhece. - Com o olhar fixo no rosto da menina ele perguntou. - Mas afinal você sentirá falta do que?
- De você!
O homem já esperava por esta resposta, afinal, como eu já disse ela não era a única que morria de amores por ele, mas ela era sem duvidas a única que despertava tanto desejo no homem de trinta e seis anos.
- De mim? - Paulo se aproximou da menina ainda tentando controlar o extinto de agarra-la.
- Uhum!
A menina pôs seu rosto próximo do dele e aguardou por uma reação, nada.
O coração dela acelerou, eu me enganei, ela não morria de amor como as outras garotas morriam, ela morria verdadeiramente de amor pelo professor, não era apenas atração pelo homem que lidava com as letras, era sentimento.
O homem lutava contra seus extintos e conceitos, ele sabia que era errado, ela era menor de idade e ele um cara casado.
- Eu não posso. - Ele se afastou deixando-a olhando para suas costas.
- Não pode ou não quer?- Os dedos da menina tocaram-lhe os ombros.
- Não posso!
- Então você quer. - Os lábios da garota tocaram o pescoço do homem.
- Júlia, por favor.
- Quer. - Ela riu.
O extinto masculino falou mais alto.
O certo e o errado se viram em um debate acabado.
A quadra agora parecia mais bonita na visão da menina.
O pecado estava feito e continuaria por um bom tempo.

As duas chegaram depois de quase vinte minutos na casa de Paulo, a porta estava aberta, as duas correram para dentro e a cena não podia ser diferente. Júlia gritou e correu na direção de Leonardo.


Continua. - Já está acabando, juro! rs

17 comentários:

  1. AAAAAAH quero a continuação logooo *-*

    bjus =*

    ResponderExcluir
  2. selo: http://dignodecapa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Tô acompanhando a história e adorando!
    Esperando a continuação *-*

    ResponderExcluir
  4. A cada parte me sinto mais presa a esse conto.
    Esperando ansiosamente pela continuação.

    Beijos. ^^

    ResponderExcluir
  5. Nossa você soube descrever bem como começou as coisas entre eles. Ah, agora não tenho mais tanta pena dela não, ninguém mandou insistir ASIHIAUH. Não se preocupa em terminar não rs. Tá muito boa :D

    Ah, respondendo ao seu comentário. Indico com muito gosto, adoro aqui
    *-*

    Bgs:*

    ResponderExcluir
  6. ai, to anciosa para o fim ;x
    ta muuito booa! *-*


    beijócas =*

    ResponderExcluir
  7. nhaa *-* to adorando, não acaba !! heauhuahe

    beem quando você colocar seu link me avise ok ?

    beeijos

    ResponderExcluir
  8. nhaa *-* to adorando, não acaba !! heauhuahe

    beem quando você colocar seu link me avise ok ?

    beeijos

    ResponderExcluir
  9. Ai que tenso... To adorando a história! Oq vai acontecer???

    Beijos
    http://tchutchando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Que safada essa Julia! rsrsrs
    mas será que o Leo está dando umas porradas nele?

    curiosa.

    ResponderExcluir
  11. Blog maravilhoso como sempre
    Parabéns!
    Tem selo pra vc no meu
    depois dá uma olhada
    ;*

    ResponderExcluir
  12. Meu paai ela tbm não se ajuda rs,s
    Se bem que eu to falando aqui, mas e muito difícil se conter a uma tentação.

    Acabaa não, eu to adorando isso.
    Quero maaais.

    *
    *


    Rs,s em acaso não.
    Bjss flor

    ResponderExcluir
  13. amor, tem um presentinho para você no meu blog (:
    espero que goste. beeijos

    ResponderExcluir
  14. Seguir o instinto é natural quando ainda não detém meios para controlá-lo. Mas uma coisa é certa, seguir o instinto é descer desembestado ladeira abaixo.

    ResponderExcluir
  15. não se apresse em acabar...tá lindo...bjos!

    ResponderExcluir
  16. Que menina safada ><' rs
    Espero a continuação, e como sempre parabéns adorei gabs!

    Beijo minha flor :)

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.