Nova Perspectiva

22 de janeiro de 2011

O fruto do pecado - Parte 5

Não demorou muito para a mãe da garota deixa-los sozinhos. Os dois caminharam em silêncio para o quarto da garota, que, depois de dias, se iluminou quando a mão do menino tocou no interruptor branco.
Sentaram-se por fim na cama frente um ao outro. Agora ela não tinha mais como fugir da verdade.
- E então, vai me contar?
- Vou. - Júlia se calou na esperança de algo acontecer, Leonardo continuou olhando em seus olhos. - Você lembra do Paulo?
- Lembro , claro, é o professor de Português por quem você era louca não é?
- Sim, sim, ele mesmo... - Júlia fitou o chão.
- Certo, mas o que tem ele?
- Eu e ele, bem, nós dois tivemos um caso.
- Você e o nosso professor? Caralho você não perde tempo hein Júlia...Bem, é este o seu problema? Que besteira... - Riu o menino.
- O problema não é bem este. - O breve sorriso no rosto do garoto deu espaço para a tensão. - Vou ser direta Léo: Eu estou gravida!
Ao falar de maneira tão afirmativa Júlia não assustou apenas Leonardo, a garota se viu inevitavelmente também assustada com aquelas palavras cheias de amor, de medo, de alegria e de tristeza.
- Você, está, gravida? Como?
- Leonardo, como? Eu ele tivemos um caso.
- Você está gravida do nosso antigo professor de português?
- Sim!
- E ele?
- Disse que ama a mulher.
- Tá, mas e o bebe?
- Ele não vai assumir. Ninguém vai saber quem é o pai desta criança.
- Você vai.
- Bem, sim.
- Eu vou.
- É o nosso segredo.
- Você não pode omitir isso.
- E porque não?
- Porque é errado.
- Uma coisa errada a mais ou a menos não vai fazer diferença no meu belíssimo histórico.
- Ele tem que assumir.
- Mas não vai, alem do mais a minha mãe me mataria se soubesse a verdade.
- Essa criança precisa de um pai, você está sendo egoísta.
- Eu me dei bem sem um, estou fazendo o melhor para nós dois!
- De qualquer modo ela precisa ter sido feita por mais alguém, você terá que contar.
- Não pensei ainda no que vou dizer. Um amor de uma noite talvez.
- E você vai conseguir conviver com está mentira?
- Vou ter que aprender.
- Eu não sei o que te dizer, desculpa.
Júlia sentiu o estômago se revirar e não soube dizer se era culpa, medo ou a gravidez. A mãe da garota bateu na porta com alguns bolinhos de chuva, o vomito desta vez foi inevitável. Era hora de dizer a verdade.
- Júlia você esta bem? - Falou a mulher loira.
Continua.

28 comentários:

  1. Caraca que história heeeim... eu numa situação dessas com certeza não saberia o que fazer, essas coisas são muito complicadas de lidar!
    teenso eu diria!

    ResponderExcluir
  2. Cada vez vai ficando mais tenso :s

    Queero maais flor, me viciei nessa historia.
    Que barra essa menina esta passando, e ainda sozinha!


    *
    *


    cada vez que venho aqui, seu cantinho ta diferente,
    sempre mais bonito *-*

    Bjs, tenha um ótimo fim de semana

    ResponderExcluir
  3. Muito bom! parabéns.
    http://garotasnasruas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Ah eu acho que a mãe dela vai acabar apoiando. Assim espero rs *-*
    E acho que o amigo dela também vai estar bem presente riri.
    Vamos ver né.

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito do blog, essa historia está otima..nao vejo a hora de ler mais e mais..
    bjos

    ResponderExcluir
  6. está ficando cada vez mais tenso essa história, louca pra saber o que vai acontecer.
    beijos.
    :D

    ResponderExcluir
  7. meeu deus, tenho que admitir to acompanhando essa história *-* demais.

    Eu não achei seu link, você tem um ?

    beeijos

    ResponderExcluir
  8. cada vez melhor e interessante .
    gosto muito *-*

    ResponderExcluir
  9. nossa seu blog é lindo
    estou te seguindo comecei a ler a primeira história e adorei
    depois eu termino de ler

    beijos linda

    ResponderExcluir
  10. Nossa, que história!
    Estou seguindo o blog, quero ler a continuação!
    Bjs, Ana B.

    ResponderExcluir
  11. .


    Você sempre tão gentil, menina encantada!


    O conto está cada vez mais intenso.

    Genteeee... o que será dessa menina?

    Tô na torcida por ela...

    \o/ \o/ \o/


    Beijos, dona linda!

    .
    .

    ResponderExcluir
  12. A história tá ficando ótima.
    Tô adorando, Gabs *-*

    ResponderExcluir
  13. Pra comentar aqui, tinha que ler todas as partes e o que posso dizer é que estou adorando essa história! Ainda bem que parei para ler tudinho, pois tá muito boa. E você coloca diálogos em todas as partes... Adoro diálogos! :D
    Continue o quanto antes ^^
    :***

    ResponderExcluir
  14. não sou fã desse tipo de história, mas tenho que te dizer que to fascinada e louca pelo resto do conto. Teu blog é maravilhoso, já te disse isso e repito com o maior prazer. Você escreve de uma maneira tão linda, sabe usar as palavras de uma maneira tão sutil.. sabe prender o leitor, sabe envolver o leitor. Enfim, muito, muito bom.
    =)

    ResponderExcluir
  15. Você é boa de histórias. Prende e cativa o leitor.
    Preciso voltar com mais calma para ler todos os capítulos...

    ResponderExcluir
  16. BElo post!!

    Belo blog...

    Parabéns!!

    COnvido vc a conhecer minha poesia... Ficaria muito feliz!!! http://mailsonfurtado.com

    ResponderExcluir
  17. Belo enredo. Tive que voltar para a parte um e acompanhar até aqui pois não havia lido antes, é uma história que realmente envolve. Aguardo a continuação com expectativas.
    E parabéns, não só pela escrita contagiante e envolvente, mas também pelo espaço. Já sigo. ^^

    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  18. Oi amoure tudo bem? estou fazendo uma visitinha,amo seu blog.Me visita também? se puder segue? http://www.alt-3.blogspot.com/ beijos

    ResponderExcluir
  19. Bom bom =)
    Um lindo domingo pra ti, Gabis!
    Fica com DEUS
    Beijoca

    ResponderExcluir
  20. Nossa, onde essa história vai parar?! rsrsrs..

    beijos

    ResponderExcluir
  21. obrigado sempre pals visitas, comentários, selos.

    obrigado mesmo, gabriela cravo e canela!

    ResponderExcluir
  22. Gosto de histórias que continuam.. também posto uma no meu blog!!

    Gostei como escreves! Acompanharei a partir de agora!! =D

    bjooo

    ResponderExcluir
  23. Me sinto tensa pela Júlia...Hahaha

    Adorei! :)

    ResponderExcluir
  24. AAAAAH que tenso D:
    E ela vai falar a verdade?!

    - Adoro seus contos gabs :*

    ResponderExcluir
  25. Gabriela, que história! Quando vi meu nome como personagem principal até levei um susto. ahaha!
    Entrei nas postagens antigas, li a história desde o inicio e vi outras postagens do blog. Parabéns, ele é lindo lindo.
    Continua loogo a história que estou roendo as unhas de curiosidade ;x

    beijo beijo =*

    to seguiiindo!

    ResponderExcluir
  26. Nossa eu pensei que a mãe dela já sabia, noss.
    E o Paulo era professor --' pts... indo ler a outra parte.

    Bjs

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.